11/09/2018 às 15h33min - Atualizada em 11/09/2018 às 15h33min

Programa Bauru + 20 leva tecnologia às escolas municipais

A utilização de computadores no ambiente escolar é uma realidade na educação em Bauru. Este é o Programa Bauru + 20!

Assessoria de Imprensa
Foto: Divulgação
Essa tecnologia, presente no dia -a -dia de alunos e professores, representa um papel essencial no ambiente educacional. "É uma ferramenta do progresso da humanidade que possibilita uma aprendizagem ampla, dinâmica e estimulante. Então, nós professores, devemos nos adaptar e utilizar a nosso favor” destaca a coordenadora da EMEF Thereza Tarzia, Andréia Fernandes Prado.

O programa Educonexão, que faz parte do Bauru +20, já beneficia cerca de 50 escolas municipais da educação infantil e ensino fundamental, envolvendo aproximadamente 2000 alunos. O projeto é uma iniciativa da NET, em parceria com o Instituto Crescer, que tem como objetivo fomentar o uso de tecnologias digitais em práticas de ensino de aprendizagem e despertar o interesse dos alunos para melhores resultados educacionais.

Outro programa que faz parte do Bauru +20 é o Educonexão, que tem como objetivo disponibilizar Internet e pontos de TV digital nas escolas localizadas em regiões cabeadas. Mabelyn Fernanda Floriano, 9 anos, estudante da EMEF Thereza Tarzia já experimenta os benefícios dessa ação. "Eu sempre gostei de computador e aí eles construíram essa sala para a gente. Aí, começamos a vir e gostamos. A vantagem é que além da matéria eu aprendo a usar o computador", comenta.

Assim como Mabelyn, a aluna Ana Beatriz Caffeo Vieira, 9 anos, também já vivencia os benefícios da informatização no ambiente escolar. “É muito legal a vantagem de usar o computador porque a gente acaba aprendendo mais coisas e mais rápido".

Além desses resultados positivos, o uso de computadores no ambiente escolar contribui com a aprendizagem de conteúdos onde a teoria está muito distante da realidade do aluno. A coordenadora Andréia dá um exemplo de como o ensino pode ser aprimorado com uso das tecnologias: " É possível trabalhar as constelações e sua observação no céu com turmas que estudam no período matutino e vespertino. Então através de programas específicos, os professores podem simular o céu noturno e dessa forma trabalhar as constelações desejadas ou qualquer outro conteúdo que esteja muito distante da realidade".

Abnner Henrich Menezes Silva, 9 anos, também acredita que a tecnologia facilita a fixação do conteúdo. Para ele, "É legal porque fica mais fácil da gente conseguir lembrar o conteúdo depois das aulas e nas provas. A gente consegue guardar com mais facilidade na memória do que quando a gente fica olhando no caderno, já que a aula fica mais dinâmica por envolver o computador que a gente gosta. Aqui, nós temos o joguinho para aprender matemática, língua portuguesa e além de escrever só no caderno a gente escreve também pelo teclado do computador” conta Abner cheio de empolgação.

“O uso da tecnologia em sala de aula, sem dúvida, contribui para uma aprendizagem mais participativa, dinâmica e que contribui muito para somar na interpretação das informações passadas para os alunos. Além disso, possibilita mais discussões dos temas abordados em salas de aula e até contribui para diminuir a evasão escolar”, acrescenta o prefeito, Clodoaldo Gazzetta.

Outros projetos para ampliar a tecnologia no ambiente escolar

Além do Programa Educonexão que já ocorre nas escolas, há outros dois projetos que vão entrar em vigor: “Educação Conectada” e a “Parceria Microsoft Office”. O Educação Conectada foi criado em novembro de 2017 e tem como metas a serem cumpridas até 2024, o apoio à universalização do acesso à internet em alta velocidade, formar professores, equipe gestora e articuladores para trabalharem com tecnologias digitais na educação básica, além de fomentar o uso pedagógico de recursos educacionais digitais nas escolas.

Já a Parceria Microsoft Office é uma associação entre a Secretaria Municipal da Educação e a Microsoft com o intuito de que professores e servidores administrativos da educação tenham acesso aos recursos do Office 365 que inclui conta de email, uso de aplicativos Word e Excel, Skipe, espaço de armazenamento pelo One Drive e uso de ferramentas de colaboração. Cada usuário receberá uma conta para acesso ao pacote.

Os Programas Educação Conectada e a Parceria Microsoft Office estão previstos para começarem a funcionar no segundo semestre de 2018.
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »