10/09/2018 às 15h43min - Atualizada em 10/09/2018 às 15h43min

Animal na terceira idade requer mais dedicação e compreensão

Os menores envelhecem mais tarde e os maiores tendem a envelhecer mais cedo

ANDA - Agência de Notícias de Direitos Animais
Foto: Divulgação
A velhice nos animais domésticos está diretamente relacionada com o tratamento que receberam desde filhote. O animal que recebeu uma alimentação saudável e viveu cercado de amor e carinho terá condições de ter uma vida mais longa.

As pessoas que adotam um animal precisam ser orientadas e preparadas para lidar com a velhice dele. Este período requer mais dedicação, necessitando de cuidados especiais já os problemas de saúde são mais comuns neste período, assim como dores e alterações no comportamento, enfatiza Vininha F. Carvalho, editora da Revista Ecotour News.

Esta fase inicia-se de acordo com o porte do cachorro. Os menores envelhecem mais tarde e os maiores tendem a envelhecer mais cedo. Os pequenos são considerados idosos entre nove e 13 anos, já os de grande porte a partir dos seis anos, e é justamente neste período que se deve redobrar a atenção para os problemas que podem aparecer.

As doenças degenerativas chegam junto com a idade, onde a visão e a audição deterioram-se. Portanto, evitar mudanças radicais do mobiliário, hábitos e horários são importantíssimos. Os animais se adaptam bem a mudanças, mas se forem repentinas ou bruscas podem causar um estresse profundo.

Nesta fase da vida eles continuam a gostar de passeios e atividades físicas ajudam melhorar a sua saúde.• Alongamentos são importantes para o fortalecimento dos ossos. A esteira também ajuda no diagnostico de doenças e melhorias na saúde, estimulando também o equilíbrio. O importante é respeitar sempre o limite de cada animal. Terapia aquática em água quente ajuda a aliviar o estresse e aumenta a rigidez do tecido. Por isso, sempre que possível leve o animal a algum local que oferece este tipo de serviço.

A alimentação necessita serem próprias para os animais idosos, as rações indicadas são chamadas de seniores. Elas costumam serem ricas em ômega 3, zinco, proteínas e fibras, além de ter pouca gordura. É importante também procurar algum profissional especializado que orientar corretamente se há necessidade de suplementos.

O animal idoso apresenta um comportamento diferente, facilmente ficam estressados. Alguns sofrem alterações de humor, depressão e até mesmo o tão temido mal de “Alzheimer Canino”, mas com paciência, compreensão e os tratamentos adequados conseguirão manter sua qualidade de vida, conclui Vininha F. Carvalho.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »