06/09/2018 às 10h10min - Atualizada em 06/09/2018 às 10h10min

Área Azul vai começar a operar em 60 dias em Andradina

Assessoria de Imprensa
Foto: Divulgação
A prefeita Tamiko Inoue assinou, na tarde desta quarta-feira (05), o contrato do sistema de estacionamento rotativo no município. A concessão vale por 5 anos e pode ser renovada por mais cinco.

A “Área Azul” em Andradina funcionará de segunda a sexta-feira das 8h às 18 e aos sábados das 8h às 12h30, de acordo com o período de funcionamento do comércio local, de forma digital e tem 60 dias de prazo para instalação pela empresa vencedora do processo licitatório, a ASG Engenharia Ltda.

“O funcionamento deve ocorrer em outubro, onde inicialmente não haverá cobrança e será de mais de informação aos clientes e de adaptação. A cobrança deve ocorrer a partir de novembro”, explicam o engenheiro civil, Valerio Henrique França, e a gerente de produção, Maria Emanoele pereira Paiva, destacando que a empresa optou pela contração de mão de obra do município de Andradina.

A compra do crédito será feita por aplicativo, agentes, e pontos de vendas, há uma tolerância de 15 minutos para regularização, após a parada. O pagamento poderá ser feito por meio de cartões de crédito ou dinheiro.

Segundo explica o secretário de Trânsito, Transporte e Mobilidade Urbana, Nino Spegiorin, o sistema é de ponta e pioneiro Brasil e a novidade é que será possível efetuar o pagamento da vaga pelo smartphone via app dispensando o parquímetro.

Nino também destaca que instalação do sistema também foi um pedido da ACIA (Associação Comercial e Industrial de Andradina) para o fortalecimento do município como polo comercial regional.

Serão disponibilizadas 1,1 mil vagas no centro da cidade. Os valores cobrados variam: será de R$ 0,80 (oitenta centavos de real) por meia hora de estacionamento; de R$ 1,60 (um real e sessenta centavos) pela primeira hora de estacionamento e R$ 1,60 (um real e sessenta centavos) pelas demais horas a partir da primeira hora de estacionamento.

O usuário optará pelo pagamento do preço público ou tarifa que desejar, entre o mínimo de 30 (trinta) minutos, 1 (uma) hora ou um valor fracionado a partir de uma hora entre o valor da primeira hora e o máximo previsto para aquela zona de estacionamento (até 4 horas), podendo ser qualquer valor, no entanto, deve obrigatoriamente retirar seu veículo da vaga quando expirado o tempo máximo de permanência.

Segundo a Lei 3.440/2018 que regulamenta o estacionamento rotativo, estão isentos do pagamento moto táxis, táxis, oficiais (estado, município, união, federais e ambulantes cadastrados), além dos veículos e emergência e os de utilidade pública de concessionárias de água, luz, serviços de telecomunicação, estacionamento rotativo e outros, quando comprovadamente em serviço.

A empresa ficará responsável pelos serviços de engenharia, sinalização, operação e administração, fazendo um repasse mensal de 13,11% sobre a receita bruta total para o município.
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »