04/09/2018 às 14h40min - Atualizada em 04/09/2018 às 14h40min

Substituindo Raikkonen, Ferrari já teria assinado com Leclerc para 2019

Por Gabriel Gavinelli
Foto: GERARD JULIEN / AFP
“A Ferrari está em apuros”, segundo o relato da publicação alemã ‘Auto Motor und Sport’, já que o ex-presidente da Scuderia assinou um contrato com Charles Leclerc, e o novo presidente deseja manter Kimi Raikkonen.

De acordo com o relato, Leclerc concordou em correr pela Ferrari na próxima temporada, assinando um contrato com o ex-presidente Sergio Marchionne.

Marchionne faleceu em julho, substituído por Louis Camilleri. Entendes-se que Camilleri deseja assinar novamente com Raikkonen.

Falando à imprensa em Monza na sexta-feira, ele disse que a Ferrari “ainda não tomou uma decisão”. “Quando tomarmos essa decisão, e não há um prazo, você será o segundo a saber”, disse Camilleri.

No entanto, ainda de acordo com a ‘Auto Motor und Sport’, já existe uma decisão, ou pelo menos um contrato, e não trata-se apenas do desejo de Camilleri.

A Ferrari agora tem que decidir se reincidirá o contrato de Leclerc, complicado pelo fato dele ser gerenciado por Nicholas Todt, filho do presidente da FIA, Jean Todt, ou assina com Raikkonen. Após o GP da Itália, o site ‘Autosport’ informou que a Ferrari decidiu manter Leclerc para “honrar o plano implementado por Sergio Marchionne antes de morrer”.

Perguntado sobre seu futuro, Raikkonen disse: “Eu não sei. Eventualmente isso acontecerá. Você pode esperar tudo. Eu aprendi isso nos últimos anos.”

Quanto a Leclerc, ele diz que ainda está “esperando” para saber seu destino. Caso o piloto monegasco assuma a vaga na Ferrari ao lado de Sebastian Vettel, Raikkonen deve se aposentar da F1 com um assento “sobrando” na Sauber, que provavelmente seria de Antonio Giovinazzi. No entanto, se a Ferrari mantiver o experiente piloto finlandês, Leclerc pode ir para a Haas como novo companheiro de Kevin Magnussen.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »