16/08/2018 às 08h57min - Atualizada em 16/08/2018 às 08h57min

FAC-FEA lança dois programas de bolsas custeadas pelo MEC, para alunos de pedagogia

Conquista de dois programas de bolsa de estudos pelo MEC, que vai beneficiar 48 universitários

FÁBIO ISHIZAWA
FXP ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO
A Faculdade da Fundação Educacional Araçatuba (FAC-FEA) realizou uma solenidade nesta terça-feira (15) à noite para lançamento de dois importantes programas de bolsa para estudantes do curso de pedagogia, custeados pelo Ministério da Educação. No total 48 acadêmicos serão beneficiados e poderão estudar com as bolsas custeadas pelo programa Federal, além de outros 12 voluntários. A FAC-FEA é a única faculdade na região que conseguiu credenciamentos nos programas, e o número de vagas foi o mesmo conquistado por instituições como a Universidade de São Paulo (USP).
 
A coordenadora do curso de pedagogia da FAC-FEA, Márcia Elaine Catarin Vignoto, explica que o credenciamento da faculdade para implantação destes dois novos programas é uma importante conquista para um curso atuante e envolvido com questões sociais e gestores preocupados em garantir ao máximo a possibilidade de estudo a todas as pessoas que desejam frequentar o ensino superior, mas que por razões financeiras este sonho se torne distante.


 
A FAC-FEA está há cinco anos no grupo de excelência das faculdades do país, com nota máxima (5) no IGC (índice Geral de Cursos). A bolsa estudantil é uma ação contínua da gestão da faculdade, o que faz com que a instituição superasse inúmeros desafios e conquistasse o direito de oferecer essas 48 bolsas pelo Governo Federal.
 
Um dos programas é o Pibid (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência), que oferece bolsas de iniciação à docência aos alunos de cursos presenciais que se dediquem ao estágio nas escolas públicas e que, quando graduados, se comprometam com o exercício do magistério na rede pública.
 

O objetivo é antecipar o vínculo entre os futuros mestres e as salas de aula da rede pública. Com essa iniciativa, o Pibid faz uma articulação entre a educação superior (por meio das licenciaturas), a escola e os sistemas estaduais e municipais.

A intenção do programa é unir as secretarias estaduais e municipais de educação e as universidades, a favor da melhoria do ensino nas escolas públicas em que o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) esteja abaixo da média nacional, de 4,4. Entre as propostas do Pibid está o incentivo à carreira do magistério nas áreas da educação básica com maior carência de professores com formação específica: ciência e matemática de quinta a oitava séries do ensino fundamental e física, química, biologia e matemática para o ensino médio.



O outro programa que será oferecido pela FAC-FEA é o de Residência Pedagógica, uma das ações que integram a Política Nacional de Formação de Professores e tem por objetivo induzir o aperfeiçoamento do estágio curricular supervisionado nos cursos de licenciatura, promovendo a imersão do licenciando na escola de educação básica, a partir da segunda metade de seu curso.
 
Essa imersão contempla, entre outras atividades, regência de sala de aula e intervenção pedagógica, acompanhadas por um professor da escola com experiência na área de ensino do licenciando e orientada por um docente da sua Instituição Formadora.
 
A Residência Pedagógica, articulada aos demais programas da Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) compõem a Política Nacional, tem como premissas básicas o entendimento de que a formação de professores nos cursos de licenciatura deve assegurar aos seus egressos, habilidades e competências que lhes permitam realizar um ensino de qualidade nas escolas de educação básica.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »