14/08/2018 às 11h41min - Atualizada em 14/08/2018 às 11h41min

Tutores devem ter cuidado com a alimentação de gatos

Para garantir que o gato seja alimentado de forma correta, o indicado é oferecer o alimento específico para cada fase de vida do animal

ANDA - Agência de Notícias de Direitos Animais
Foto: Imagem Ilustrativa
Quando se passa a ter um animal doméstico em casa, logo no primeiro momento, o tutor prioriza a compra de brinquedos, da casinha e de um alimento que atenda às necessidades de saúde do animal, porém, muitas vezes, acaba esquecendo de questionar sobre a quantidade correta da alimentação para cada espécie.

Os gatos, por exemplo, são os que mais sofrem com essa conduta. “É muito comum os tutores não controlarem a quantidade oferecida de alimento ao gato. Por mais que o animal consuma pequenas quantidades ao longo do dia, é importante mensurar o volume fornecido para prevenir a obesidade e monitorar a ingestão alimentar. Outro erro comum é deixar a caixa de areia na mesma área na qual se encontram as tigelas de água e comida. Isso pode interferir no consumo alimentar do gato ou o animal pode até mesmo evitar urinar no local, o que aumenta a chance de desenvolver doenças o trato urinário”, explica Brana Bonder, médica veterinária da Hill’s Pet Nutrition.

O jeito certo
Para garantir que o gato seja alimentado de forma correta, o indicado é oferecer o alimento específico para a fase de vida em que ele se encontra em pequenas porções com quantidades mensuradas várias vezes ao dia.

“Este manejo imita o comportamento natural de caça”, acrescenta a veterinária. A médica reforça que em cada fase de vida o animal possui diferentes necessidades nutricionais. “O gato filhote, por exemplo, precisa de um alimento que tenha maior teor de proteína e gordura, se comparado ao gato adulto. Essas particularidades devem ser respeitadas.”

Outro ponto que não deve ser esquecido é ofertar o alimento em tigelas ou pratos rasos para que os bigodes não toquem as laterais. Além disso, não esqueça de fornecer água limpa e fresca. “Em casas multigatos, o ideal é que cada gato tenha sua própria estação de água e alimento em local calmo”, explica.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »