03/08/2018 às 10h49min - Atualizada em 03/08/2018 às 10h49min

Instituto Biota resgata mais de 500 animais em apenas dois meses

Outros fatores que influenciam no aumento de mortandade de espécies marinhas são a poluição e choques com embarcações

ANDA - Agência de Notícias de Direitos Animais
Foto: TripAdvisor
Dados divulgados pelo Instituto Biota, que atua pela conservação de tartarugas e outras espécies marinhas e seu habitat, expõem números alarmantes de ocorrências envolvendo animais marinhos no litoral do estado de Alagoas. segundo um balanço divulgado na última quarta-feira (01), cerca de 550 animais foram registrado por equipes do projeto apenas este ano.

Bruna Teixeira, coordenadora do Biota, afirma que o levantamento inclui encontros com animais debilitados e saudáveis. Ela alerta que, lamentavelmente, casos fatais, principalmente envolvendo tartarugas marinhas, são os mais comuns. “As tartarugas são as mais prejudicadas com a pesca. O animal se prende nas redes e morre em seguida. No entanto, também registramos o óbito de alguns mamíferos por causas naturais, a exemplo de mordida de tubarão”

Outros fatores que influenciam no aumento de mortandade de espécies marinhas são a poluição e choques com embarcações. Ela informa que equipes do Instituto Biota podem ser acionadas através do telefone: (82) 99115-2944.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »