27/07/2018 às 09h46min - Atualizada em 27/07/2018 às 09h46min

Prefeitura de Marília convoca e capacita 85 agentes de endemias concursados

Assessoria de Imprensa
Foto: Júlio César de Carlis
Já estão em campo na cidade de Marília novos ACEs (Agentes de Controle de Endemias), aprovados em curso público promovido pela Fundação Vunesp. A prova foi aplicada em dezembro de 2017. O processo de convocação e preenchimento das vagas, quando concluído, acrescentará à Secretaria Municipal da Saúde 85 servidores na função.

Os trabalhadores efetivos estão ocupando vagas que foram abertas no final do primeiro semestre deste ano, quando acabou o prazo dos contratos de trabalho (um ano, prorrogado por igual período), do processo seletivo de 2016.

Conforme o prefeito Daniel Alonso, trata-se de valorização do servidor. “Diferente dos contratos com prazo determinado, agora são servidores municipais efetivos. Isso dá mais segurança ao município e também aos próprios trabalhadores”, disse o chefe do Executivo.

Os ACEs têm, entre outras atribuições, a responsabilidade de desenvolver ações educativas e de mobilização da comunidade relativas à prevenção e ao controle de doenças e agravos à saúde. O trabalho é feito com pesquisas, levantamentos e ações articuladas na comunidade, principalmente, em visitas domiciliares e espaços coletivos.

FORMAÇÃO

A Prefeitura de Marília, por meio da Divisão de Zoonoses, com apoio de outros órgãos da administração municipal e Sucen (Superintendência de Controle de Endemias), promoveu um curso de capacitação. O veterinário Lupércio Garrido Neto, que atua na Secretaria Municipal da Saúde, foi um dos instrutores.

Divididos em grupos, os novos servidores tiveram carga horária de 40 horas sobre controle de vetores; insetos de importância médica; introdutório das principais zoonoses regionais; posse responsável; animais sinantrópicos, peçonhentos e venenosos.

Nas lições aprenderam também sobre a estrutura do SUS (Sistema Único de Saúde); estrutura do serviço municipal de Saúde e conceitos básicos de Vigilância Epidemiológica.

A Corregedora do Município, Valquíria Galo Febrônio Alves, ministrou uma palestra sobre Código de Ética do Serviço Público e legislações pertinentes, voltado para novos servidores.

Rafael Colombo, supervisor de saúde responsável pelas equipes, destaca que o trabalho já está sendo feito nas ruas. Ele explica que cada agente é territorializado, ou seja, atua numa área específica da cidade, o que permite conhecimento da realidade da microrregião e vínculo com os moradores.

“O trabalho de controle de vetores é complexo e também está muito relacionado à confiança. Então pedimos à população que receba bem estes novos agentes, procure conhecer quem são os ACEs de sua região e colabore para o controle de vetores, fazendo a sua parte”, destacou.

REFORÇO NA SAÚDE

Desde o início do processo de convocação dos servidores aprovados no concurso de 2017, a Saúde já integrou dezenas de trabalhadores nos cargos de Supervisor de Saúde, Técnico de Enfermagem, Enfermeiro, Psiquiatra Infantil, Psicólogo e Terapeuta Ocupacional.
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »