24/07/2018 às 09h01min - Atualizada em 24/07/2018 às 09h01min

Polícia Militar de Salmourão alerta sobre os perigos da utilização de cerol nas linhas de pipa

"Casos aumentam em todo o país, principalmente nos períodos de férias escolares, de dezembro a fevereiro, e entre os meses de julho e agosto"

Lucas Reis, especial para o AtaNews
Linhas com cerol apreendidas pela PM de Salmourão durante fiscalização realizada nos bairros. ( Foto: Lucas Reis)
A Policia Militar de Salmourão faz um alerta à população sobre o perigo do uso de cerol nas linhas de pipa. Esta mistura de vidro moído com cola de madeira, que muitas crianças e adolescentes utilizam para brincar, resulta em um material altamente cortante. O que aparentemente parece ser somente uma brincadeira, na verdade é crime e pode ocasionar diversos ferimentos ou até mesmo a morte de uma pessoa.
 
Os casos aumentam em todo o país, principalmente nos períodos de férias escolares, de dezembro a fevereiro, e entre os meses de julho e agosto. O SubTenente PM Flávio Eduardo Rodrigues, comandante da PM no município de Salmourão orienta aos pais para que fiquem atentos em relação ao assunto, uma vez que, o cerol e a linha chilena, oferecem risco não apenas a terceiros, mas também à própria criança, que pode sofrer graves lesões com a referida prática.
 
Outra dica é procurar lugares abertos, longe do trânsito e também da rede de energia elétrica, pois a brincadeira também oferece risco quando as linhas de pipas entram em contato com a rede de energia. Quando uma criança corre atrás de uma pipa "cortada", ela ignora os perigos do trânsito e atravessa repentinamente à frente de veículos, que muitas vezes estão em maior velocidade, não tendo tempo hábil para uma frenagem.
 
A criança ou adolescente flagrado utilizando o cerol em sua linha poderá ser encaminhado para a delegacia, juntamente com os pais, para ser lavrado o ato infracional, baseado no artigo 132 do Código Penal, que discorre sobre a ação de colocar a vida de outra pessoa em perigo.
 
Por ser inimputável, o menor não será penalizado, mas os pais podem ser qualificados no artigo 249 do Estatuto da Criança e Adolescentes (ECA) por descumprimento do dever pátrio, ou seja, por ter permitido que seus filhos brinquem com substâncias perigosas.
 
Dependendo do caso, o menor poderá ser também punido com medidas sócio-educativas e caso a linha cortante causar a morte, o crime passa a ser homicídio. A lesão corporal, crime previsto no artigo 129, prevê pena de três meses a um ano de detenção. Já o crime de homicídio prevê a pena de reclusão de seis a 20 anos.
 
Para se proteger de uma linha de pipa com cerol, quem anda de moto ou bicicleta deve ter uma antena instalada no guidão, com altura suficiente para proteger a região do pescoço e da cabeça. A intenção é barrar qualquer fio que venha em direção aos motociclistas e ciclistas, já que são eles os que mais sofrem com estes incidentes. Vale lembrar que aeronaves, pedestres e skatistas também podem ser vítimas das linhas com cerol.
 
O cerol é uma mistura criminosa de cola de madeira com vidro moído que as crianças passam na linha dos pipas para cortar os papagaios de outros garotos. Esta mistura faz com que a linha se torne uma verdadeira navalha causadora de graves acidentes. A comercialização e fornecimento desse tipo de material também é crime.
 
São utilizadas também variações de pó cortante, o mais comum é o de ferro. O pó tem um agravante, pode conduzir eletricidade quando toca nos fios de alta tensão provocando curtos circuitos e até mesmo a morte em quem solta as pipas. Caso alguém flagrar qualquer pessoa que esteja utilizando cerol ou linha chilena para brincar com pipas, pode registrar a denúncia através do telefone 190.
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »