23/07/2018 às 08h42min - Atualizada em 23/07/2018 às 08h42min

Prefeitura participa de encontro da SESCON-SP

Assessoria de Imprensa
Foto: Divulgação
Araçatuba sediou, na última sexta-feira (20), o XII Encontro das Empresas de Serviços Contábeis e de Assessoramento do Noroeste Paulista, de iniciativa do Sescon- SP (Sindicato das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas no Estado de São Paulo). O prefeito Dilador Borges participou do encontro, junto a representantes do ramo empresarial, jurídico e contábil.

Sob o tema “Conteúdo, valorização e inovação”, o evento ofereceu a diretores e afiliados das unidades da Sescon de Araçatuba, Lins, Marília, Presidente Prudente e São José do Rio Preto esclarecimentos sobre temas como eSocial (um projeto que pretende unificar a entrega das informações previdenciárias, trabalhistas e fiscais em uma única plataforma), o impacto e as mudanças trazidas pela reforma trabalhista, o futuro da contabilidade, produtos e serviços voltados aos universos contábil, de assessoramento e empreendedor.

Fizeram pronunciamento o presidente do Sescon-SP e da Aescon-SP (Associação das Empresas de Serviços Contábeis), Marcio Massao Shimomoto; presidente da Fecontesp (Federação dos Contabilistas do Estado de São Paulo), Manoel de Oliveira Maia; diretor regional do Sescon Araçatuba, André Luis Magustero; presidente do Sindicato dos Contabilistas de Araçatuba, Aldines Aparecida Silvia Gon; presidente do CRC-SP, (Conselho Regional de Contabilidade do Estado de São Paulo), Márcia Ruiz Alcazar; deputado estadual Itamar Borges e o presidente da Câmara, Rivael Papinha. Pela Secretaria Municipal da Fazenda de Araçatuba, participaram do encontro o secretário Josué Cardoso de Lima e o assessor executivo Gervásio Antonio Consolaro.

Em suas palavras, o prefeito Dilador Borges agradeceu à diretoria da Sescon por escolher Araçatuba como cidade-sede do encontro. “São nesses eventos que surgem as oportunidades para o universo empresarial. Faço um apelo aos nossos colegas legisladores: que pensem em um Brasil com investimentos que promovam a modernidade, com mercado competitivo. Percebemos atualmente a burocracia que empresários passam ao tentarem avançar. Hoje, um pequeno empreendedor tem complicações para abrir uma empresa e tem a dor de cabeça em dobro quando tem que fechá-la”.
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »