05/08/2022 às 18h27min - Atualizada em 05/08/2022 às 18h27min

A Polícia Militar alerta para o aumento de casos de maus-tratos a pequenos primatas no estado de São Paulo

PMESP
Foto: Divulgação
O “Monkeypox vírus”, embora seja conhecido por causar a ‘varíola do macaco’, é um vírus que infectou roedores na África; os macacos, assim como o homem, são hospedeiros acidentais. Apesar do vírus receber esse nome, ele não tem a participação dos primatas na transmissão para as pessoas. Todos os casos identificados até o momento pelas agências de saúde no mundo foram atribuídos à contaminação por transmissão entre humanos. 

A informação é importante para que a população tenha consciência de que a espécie não é responsável pela existência do vírus e nem por sua transmissão e não deve sofrer nenhuma retaliação, como agressões, mortes, afugentamento, ou quaisquer tipos de maus-tratos. 

Maus-tratos

O crime está previsto no artigo 32. da Lei 9.605/98, e tipifica aquele que praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos, com pena de detenção, de três meses a um ano, e multa, aumentada de um sexto a um terço, se ocorre morte do animal. 

Vale ressaltar que os primatas fazem parte da nossa biodiversidade, possuem papel fundamental na manutenção das florestas, além de auxiliarem nos serviços ecossistêmicos. Por isso, ao avistar algum macaco ferido avise aos órgãos de saúde do seu município.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »