01/07/2022 às 16h46min - Atualizada em 01/07/2022 às 16h46min

Cometa gigantesco passará perto da Terra em julho

Batizado de C/2017 K2, ele tem uma cauda que pode alcançar 800.000 quilômetros de comprimento

History
IMAGENS NASA JET PROPULSION LABORATORY/CALIFORNIA INSTITUTE OF TECHNOLOGY
Um cometa gigantesco está viajando pelo Sistema Solar e se aproximará da Terra em breve. Batizado de C/2017 K2 (PANSTARRS), ou simplesmente K2, ele passará perto do nosso planeta em 14 de julho. De acordo com astrônomos, não há risco de sermos atingidos pelo gigantesco objeto espacial.

Nuvem de Oort
À medida que o cometa se aproxima, observatórios poderão determinar com maior precisão o tamanho do núcleo do K2. As primeiras observações do Telescópio Canadá-França-Havaí (CFHT) sugeriram que ele poderia ter entre 30 e 160 quilômetros de largura. Já os dados do Telescópio Espacial Hubble indicam que pode ter "apenas" 18 quilômetros, no máximo.

Os astrônomos estimam ainda que a cauda do K2 pode alcançar 800.000 quilômetros de comprimento. De acordo com os pesquisadores, o que torna esse objeto espacial interessante é sua atividade. Ele começou a expelir gás e poeira quando estava nos confins mais distantes do Sistema Solar, enquanto é mais comum que cometas apresentem esse comportamento em torno da órbita de Júpiter, em uma distância muito mais próxima do Sol.

Acredita-se que o K2 veio da Nuvem de Oort (uma esfera colossal de objetos gelados que orbitam nosso sol muito além dos planetas mais distantes do nosso Sistema Solar). A expectativa é que quando ele estiver em seu ponto mais próximo da Terra, seja possível observá-lo com a ajuda de telescópios amadores. Após passar pela Terra, o cometa segue em direção ao Sol, de onde atingirá seu ponto mais próximo em 19 de dezembro.  



Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »