27/05/2022 às 10h43min - Atualizada em 27/05/2022 às 10h43min

Relatório das ações da Saúde do primeiro quadrimestre é divulgado na Câmara

Câmara Municipal de Araçatuba
Foto: Angelo Cardoso
Em audiência pública realizada nesta quinta-feira (26/5), na Câmara de Araçatuba, a secretaria municipal de Saúde divulgou o relatório das ações da pasta referentes ao primeiro quadrimestre de 2022.

Os dados da prestação de contas foram apresentados pela secretária municipal da pasta, Carmem Silvia Guariente. Participaram da sessão os vereadores Dr. Alceu (PSDB), Arnaldinho (Cidadania), Antônio Edwaldo Dunga Costa (União Brasil), Nelsinho Bombeiro (PV), Luís Boatto (MDB), Maurício Bem Estar (PP) e Cristina Munhoz (União Brasil).

O relatório abrange o período de 1º de janeiro a 30 de abril deste ano. O valor utilizado referente às receitas de impostos e transferências constitucionais e legais chegou a R$ 207,5 milhões. Deste montante, considerando as despesas liquidadas, foram aplicados R$ 35,6 milhões em ações e serviços públicos em saúde (17,18%) – o percentual mínimo é de 15%.


As transferências oriundas do Ministério da Saúde totalizaram R$ 17,4 milhões e da secretaria Estadual da Saúde R$ 223,8 mil.

O relatório ainda detalhou as despesas no primeiro quadrimestre, cujos valores empenhados atingiram R$ 95,7 milhões – o que corresponde a 49,09% da dotação atualizada, sendo o maior volume de empenhos no período relacionado aos contratos contínuos.

Os dados divulgados na audiência também mostraram que, em relação às despesas, os valores liquidados no quadrimestre foram de R$ 55,3 milhões – o que corresponde a 57,82% do empenhado – e pagos R$ 47,3 milhões – o que representa 85,47% do liquidado.

A Ouvidoria do sistema local de saúde registrou 186 atendimentos no primeiro quadrimestre, sendo 131 reclamações (70,4%), 14 elogios (7,5%) e 41 pedidos de informações (22%).

No final do texto, o relatório destaca no período o avanço da variante ômicron pelo país e o aumento no número de casos de Covid-19 (o maior número de casos da pandemia foi registrado em janeiro de 2022, porém foi o mês com menor letalidade da doença); o avanço da vacinação contra a Covid-19; a redução das internações e dos óbitos; o início da vacinação contra a Covid-19 em crianças e a implementação das ações de controle da dengue para reduzir o número de casos.

BALANÇO DAS ATIVIDADES

“Fizemos um trabalho importante nesse quadrimestre e agora estamos alertando para que as pessoas usem máscaras para garantirmos os atendimentos. Precisamos de melhores dados de vacinação das crianças, as doses adicionais e a quarta dose para aqueles acima de 60 anos. É um conjunto de ações”, destacou a secretária municipal de Saúde, Carmem Guariente.


Durante a participação, a vereadora Cristina Munhoz pediu informações sobre o Centro de Controle de Zoonoses e a castração de animais na nova clínica veterinária no município. A secretária de Saúde informou que várias mudanças serão implementadas. “Nós estamos atuando com ações de bem-estar animal e já estamos com a clínica pronta, aguardando a chegada de novos materiais. Nós vamos rever uma nova construção para o canil e gatil”, informou.

O vereador Luís Boatto perguntou sobre as atividades do Centro de Controle de Zoonoses com a saída de uma médica veterinária do local e a previsão de inauguração do pronto-socorro veterinário. Segundo a secretária, as atividades seguem normais na Zoonoses e a inauguração do pronto-socorro depende da chegada de materiais.

Na participação do público, houve uma questão sobre a qualidade do inseticida utilizado no combate à dengue no município. A secretária explicou sobre mudanças adotadas pela Sucen (Superintendência de Controle de Endemias) e contextualizou a situação da resistência de mosquitos da dengue.
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »