07/03/2022 às 15h25min - Atualizada em 07/03/2022 às 15h25min

PENITENCIÁRIA "ASP. LINDOLFO TERÇARIOL FILHO" DE MIRANDÓPOLIS II

Assessoria de imprensa, Eliane de Oliveira
Foto: Divulgação
No último domingo (06), por volta das 10h, a avó de um sentenciado tentava adentrar à Penitenciária "Asp. Lindolfo Terçariol Filho" de Mirandópolis II para visitar o neto quando, ao passar pela revista mecânica no Body Scanner, o aparelho apresentou imagen suspeita em sua região pélvica. Os Agentes de Segurança a questionaram e ela então, em local apropriado, retirou do ânus um invólucro que pesava 86 gramas. Ao ser aberto, o material continha 02 (duas) folhas aparentando o entorpecente conhecido como K4, medindo aproximadamente 23x31cm, e um pequeno invólucro contendo substância esverdeada semelhante à maconha. Diante dos fatos, as medidas de praxe foram tomadas e a mulher, além de ser suspensa do rol de visitas, encaminhada à delegacia de polícia.

 PENITENCIÁRIA "MAURÍCIO HENRIQUE GUIMARÃES PEREIRA" DE PRESIDENTE VENCESLAU (PII)

No último sábado (05), durante revista através do scanner corporal para entrada de visitantes na penitenciária, a companheira de um sentenciado foi flagrada pelo aparelho com algo oculto na região da pelve. Ao ser questionada, ela confessou que portava algo, retirando do corpo, em local apropriado, um invólucro contendo substância amarelada, aparentando o entorpecente conhecido como cocaína. A mulher foi então suspensa do rol de visitas e conduzida, juntamente com o invólucro, até a delegacia local para os procedimentos de praxe. O preso foi conduzido ao Pavilhão disciplinar em isolamento cautelar para apuração dos fatos.

PENITENCIÁRIA "LUIZ APARECIDO FERNANDES" DE LAVÍNIA II

No último domingo (06), três mulheres foram impedidas de adentrar à Penitenciária "Luiz Aparecido Fernandes" de Lavínia II após serem flagradas durante o procedimento de revista mecânica. Uma delas trazia 03 (três) chips de celular escondidos na alça de uma sacola plástica. Uma outra trazia um volume anormal nas duas pernas e, ao ser questionada, confessou que trazia droga sintética camuflada, revelando se tratar de 06 (seis) pedaços de papel na cor preta, aparentando a substância entorpecente K4. A terceira mulher havia escondido diversas porções de maconha em meio a pedaços de bife. Elas foram suspensas do rol de visitas e encaminhadas à autoridade judicial.

 PENITENCIÁRIA "SILVIO YOSHIHIKO HINOHARA" DE PRESIDENTE BERNARDES

Na sexta-feira passada (04), chegou à penitenciária uma encomenda destinada a um dos sentenciados. Ao proceder à revista de praxe na presença do destinatário, agentes de segurança encontraram 01 (um) chip e 01 (uma) placa de aparelho celular dentro de uma bíblia. Indagado, o preso nada proferiu. No final de semana, duas visitantes também foram flagradas ao passarem pelo scanner corporal e o aparelho indicar que elas traziam algo oculto nos respectivos top's. Uma delas logo confessou o fato, retirando da vestimenta um invólucro que continha cartelas supostamente da droga sintética K4. A outra, negou os fatos a princípio, mas depois acabou entregando 02 (dois) invólucros  envolvidos em plástico filme transparente que, após abertos, contatou-se tratar de substância com aparência de tempero alimentício. Ambas foram suspensas do rol de visitas, a droga encaminhada à autoridade policial e os sentenciados que receberiam as visitas responderão à Procedimento Disciplinar Apuratório.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »