16/01/2022 às 17h14min - Atualizada em 16/01/2022 às 17h14min

Crise de ansiedade: o que é e quais são os seus sintomas

TecMundo
Foto: Inzmam Khan/Pexels/Reprodução
A crise de ansiedade, também conhecida como ataque de pânico, acomete milhões de pessoas em todo o mundo, podendo ser um evento recorrente ou isolado. Na maioria das vezes, ela apresenta sintomas de nervosismo e angústia, sendo até mesmo confundida com outras doenças que causam sintomas parecidos.

Dessa forma, para que você conheça mais sobre esse intenso episódio e saiba como agir caso apresente os sintomas, reunimos as principais informações sobre o tema a seguir. Confira!

O que é a crise de ansiedade?

A crise de ansiedade é comumente confundida com outros problemas de saúde, como o ataque cardíaco. (Inzmam Khan/Pexels/Reprodução)

A crise de ansiedade é comumente confundida com outros problemas de saúde, como o ataque cardíaco. (Inzmam Khan/Pexels/Reprodução)


Certamente, você já ouviu falar em ansiedade, visto que esse sentimento está presente na vida de todos os seres humanos. Um exemplo comum é quando as pessoas ficam ansiosas ao realizar uma prova importante, que possa trazer uma grande mudança na vida profissional do indivíduo.

Entretanto, a ansiedade passa a ser um problema quando ela começa a impactar negativamente a qualidade de vida das pessoas, podendo fazer que elas sejam colocadas frente a situações de medo extremo e irracional, levando à crise de ansiedade.

Na maioria das vezes, a crise de ansiedade é despertada durante situações de grande estresse. Porém, ela também pode se manifestar mesmo nos momentos em que a pessoa está relaxada em casa, já que causas inconscientes podem trazer à tona sensações e sentimentos negativos.

Durante a crise, o sistema nervoso libera uma alta quantidade de hormônios no cérebro, principalmente aqueles que são responsáveis por controlar situações de estresse, como o cortisol. Isso faz que as crises apresentem sintomas físicos e mentais. Então, por exemplo, uma pessoa pode sentir uma forte dor no peito ao mesmo tempo que começa a pensar que está prestes a morrer.

A duração de uma crise de ansiedade varia de uma pessoa para outra, uma vez que diferentes abordagens podem ser utilizadas para cessá-la. No entanto, a maioria dos episódios têm duração de no máximo 30 minutos.

Quais são os principais sintomas de uma crise de ansiedade?

A crise de ansiedade pode se manifestar de diferentes maneiras em suas vítimas. (Andrea Piacquadio/Pexels/Reprodução)

A crise de ansiedade pode se manifestar de diferentes maneiras em suas vítimas. (Andrea Piacquadio/Pexels/Reprodução)


A crise de ansiedade se manifesta de diferentes formas nas pessoas que são atingidas. No entanto, de acordo com o site Tua Saúde, os sintomas mais comuns envolvem batimentos cardíacos acelerados, tremores, angústia e uma sensação de que algo muito ruim está prestes a acontecer.

Todavia, alguns indivíduos também podem sentir náuseas, suor excessivo, formigamento em todo o corpo e uma grande sensação de falta de ar. Normalmente, como dito no tópico anterior, a crise de ansiedade está relacionada a eventos cotidianos que trazem uma grande carga de estresse consigo.

Por isso, é importante fornecer uma determinada atenção para a nossa saúde mental, que pode ser continuamente afetada por estresses no trabalho, em estudos, no trânsito e nos acontecimentos do dia a dia.

Em casos de apresentar sintomas iniciais de ansiedade, que comecem a impactar diretamente a qualidade de vida, é indicado procurar a ajuda de um profissional que ajude o paciente a lidar com seus sofrimentos psicológicos. Dessa forma, o problema começa a ser tratado desde o início, possibilitando, em muitos casos, que a condição não seja agravada.

Como sei que estou tendo uma crise de ansiedade?

Ao identificar os sintomas, é preciso procurar ajuda de um profissional da Saúde. (Nathan Cowley/Pexels/Reprodução)

Ao identificar os sintomas, é preciso procurar ajuda de um profissional da Saúde. (Nathan Cowley/Pexels/Reprodução)


A crise de ansiedade, assim como outros transtornos, deve ser sempre diagnosticada por um profissional da saúde para a escolha do melhor tratamento. No entanto, aqueles que normalmente sofrem com a recorrência dos episódios podem ter uma maior facilidade na hora de se autodiagnosticar, uma vez que os sintomas relacionados ao evento são na maioria das vezes os mesmos.

De acordo com o clínico geral e psicólogo Gonzalo Ramirez, em matéria para o Tua Saúde, caso o indivíduo afetado não possa procurar um profissional no momento em que começar a sentir os sintomas, algumas práticas podem ser realizadas para amenizar a crise, como tentar controlar a respiração calmamente e manifestar os sentimentos desejados para que a angústia passe.

Além disso, é importante que aqueles em que a crise se torna recorrente procurem um profissional de saúde mental para acompanhamento contínuo. Em grande parte dos casos, pode ser indicado o tratamento conjunto da terapia (por meio de um psicólogo) com a medicação (sob orientação de um psiquiatra), uma vez que as sessões de terapia vão ajudar o paciente a encontrar a raiz do problema para solução, enquanto os remédios vão auxiliar na redução dos sintomas para que as crises cessem ou diminuam.

O tratamento combinado é utilizado por muitas pessoas pelo mundo e tem sido indicado por especialistas como uma das melhores maneiras de  solucionar as crises de ansiedade.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »