04/05/2018 às 09h22min - Atualizada em 04/05/2018 às 09h22min

Com reservas, Verdão joga bem, vence o Alianza Lima e confirma 1ª colocação do grupo

Willian, Hyoran e Borja fizeram os gols da vitória por 3 a 1 fora de casa; time de Roger Machado também mantém a liderança geral.

Palmeiras FC
Foto:Divulgação
Mesmo com apenas 2 titulares em campo - Jailson e Borja, o Palmeiras iniciou o jogo dominando completamente o Alianza Lima. Logo aos 2 minutos Tchê Tchê cruzou da esquerda para Hyoran, que parou em boa defesa do goleiro. Aos 4 Moisés recebeu de Thiago Santos dentro da área, mas ele preferiu ajeitar ao invés de finalizar de primeira, possibilitando à marcação chegar para afastar o perigo.

Só dava Palmeiras. Aos 8 minutos outra boa jogada de Tchê Tchê pela esquerda; desta vez o volante tocou para Willian, que também parou em Campos. Na cobrança de escanteio executada por Hyoran, Moisés desviou de cabeça no primeiro pau, por cima.

Muito frágil, o Alianza Lima só foi fazer Jailson trabalhar aos 15 minutos num chute de Valverde que o camisa 22 Palmeirense defendeu tranquilamente. Aos 16, após rebote de cobrança de escanteio, Moisés soltou a bomba e viu a bola subir muito.

O Verdão acabou fazendo justiça ao placar aos 19 minutos: Borja trabalhou bem como pivô ajeitando para Moisés, que por sua vez rolou para Willian bater cruzado e correr para o abraço: 1 a 0. O gol alviverde não mudou o panorama da partida, ou seja, o Palmeiras seguiu muito melhor.

Aos 27 minutos Moisés arriscou outro chute de longa distância e errou o alvo novamente. Era melhor dar assistência... Foi o que ele voltou a fazer aos 31 minutos: Thiago Santos acionou o camisa 10, que de calcanhar deixou Hyoran na cara do goleiro. Golaço: 2 a 0.

O terceiro gol só não saiu pouco depois, aos 35 minutos, porque a bola explodiu no travessão após belo drible e finalização de Hyoran. Aos 37 Tchê Tchê bateu colocado por baixo e o goleiro foi buscar; no rebote o zagueiro empurrou Borja, pênalti ignorado pelo árbitro. Aos 43 Borja tabelou com Hyoran e chutou, exigindo boa defesa de Campos. No último minuto da etapa inicial Cruzado arriscou da entrada da área, mas Jailson foi buscar.

Sem alterações para o segundo tempo, o Verdão manteve o controle do jogo, mas sem ser tão incisivo. O primeiro ataque bem construído surgiu apenas aos 9 minutos: Moisés inverteu para Victor Luis cruzar de primeira para Hyoran, que também finalizou de primeira, mas Campos estava atento.

Aos 15 minutos Thiago Santos não cruzou nem chutou, mas levou certo perigo para o goleiro. Aos 21 o terceiro gol saiu. Willian tocou para Mayke invadir a área e dar o gol de presente para Borja: 3 a 0. Talvez por pena do time peruano, aos 24 minutos o árbitro inventou um pênalti de Thiago Martins em Hohberg; Cruzado cobrou e descontou: 3 a 1.

Nem com o empurrãozinho do juiz o Alianza Lima conseguiu reagir. Aos 31 minutos Hyoran deu lindo passe por elevação para Borja, que chutou em cima do goleiro. Foi a última participação do camisa 9 na partida; aos 35 ele foi substituído por Deyverson.

Aos 41 Moisés tabelou com Willian e bateu de canhota, para fora. Com o jogo definido, aos 43 minutos Roger promoveu a estreia de Emerson Santos, que entrou no lugar de Luan. Logo depois do zagueiro ir a campo, Hyoran perdeu outra boa chance para fazer o quarto gol. Nos acréscimos ainda deu tempo de Diogo Barbosa substituir Hyoran para também ganhar o bicho.

Com a tranquila vitória em Lima, o Palmeiras foi a 13 pontos, garantiu matematicamente a liderança do Grupo 8 e manteve a melhor campanha geral da Libertadores.

Domingo (06/05), às 16h, o Verdão visita o Atlético-PR pela 4ª rodada do Campeonato Brasileiro. 

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »