24/11/2021 às 09h46min - Atualizada em 24/11/2021 às 09h46min

Atlético-MG empata com Palmeiras e dá outro passo rumo ao título

Reservas do Verdão ficam duas vezes à frente, mas Galo alcança empate

Agência Brasil
Foto: Pedro Souza / Atlético/ Direitos reservados
O Atlético-MG está um ponto mais perto do título do Campeonato Brasileiro, que não conquista desde 1971. Nesta quarta-feira (23), o Galo empatou em 2 a 2 com o Palmeiras no Allianz Parque, em São Paulo, pela 35ª rodada da competição.

Líder disparado, o Alvinegro foi a 75 pontos, oito a frente do Flamengo, segundo colocado, que, mais cedo nesta quarta, também ficou no 2 a 2 com o Grêmio, em Porto Alegre. Se tivessem vencido, os mineiros poderiam assegurar a taça neste domingo (28), às 16h (horário de Brasília), contra o Fluminense, no Mineirão, em Belo Horizonte. A conquista pode vir na terça-feira (30), se o Rubro-Negro tropeçar no Ceará, no Maracanã, no Rio de Janeiro, às 20h.

O compromisso foi o último do Verdão antes da final da Libertadores neste sábado (27), às 17h, diante do Flamengo, no Centenário, em Montevidéu (Uruguai). O técnico Abel Ferreira mandou a campo um time formado por reservas, sequer relacionando os principais jogadores para o banco. Os paulistas têm 59 pontos e aparecem em terceiro. O próximo duelo pela competição nacional será na terça-feira, às 22h, contra o Cuiabá, na Arena Pantanal.

Mesmo sem força máxima, o Palmeiras começou o jogo mais ligado e dando trabalho ao goleiro Everson, que salvou o Atlético duas vezes. Primeiro aos dois minutos, em finalização do atacante Wesley, na beirada da área. Depois aos 11, em cabeçada do zagueiro Benjamín Kuscevic, após cruzamento pela direita do lateral Gabriel Menino. A pressão deu resultado aos 27. Wesley foi lançado na esquerda pelo atacante Gabriel Veron, escapou da marcação do lateral Guga na área e abriu o placar.

O gol acordou o Galo, que empatou aos 35 minutos. O lateral Guilherme Arana tabelou com o volante Jair pela esquerda, invadiu a área e arrematou em cima de Jailson. O meia Matías Zaracho aproveitou o rebote do goleiro e mandou para as redes de primeira, quase na pequena área.

O Verdão retornou melhor do intervalo. Aos sete minutos, a bola explodiu no braço do zagueiro Junior Alonso, na área. A penalidade foi marcada com auxílio do árbitro de vídeo (VAR). O volante Patrick de Paula bateu, mas Everson defendeu. Na sequência, o goleiro saiu mal na cobrança de escanteio e o atacante Deyverson completou para o gol vazio, recolocando os anfitriões na frente.

Assim como no primeiro tempo, o Galo não demorou a buscar a igualdade. Aos 15 minutos, Hulk aproveitou a sobra de uma bola afastada pela zaga palmeirense e soltou uma bomba indefensável. O atacante, artilheiro do Brasileiro com 15 gols, quase virou aos 22, em cabeçada na trave, após cruzamento do meia Nacho Fernández.

Aos 34, quem ficou no quase foi o Palmeiras. O lateral Victor Luís apareceu às costas da marcação, depois do atacante Breno Lopes cruzar da direita, mas o chute, na área, foi por cima. As equipes seguiram intercalando oportunidades, mas o placar não se alterou mais.

Com um a menos, Grêmio arranca empate com reservas do Flamengo

Foto: Alexandre Vidal / Flamengo/Direitos Reservados

Foto: Alexandre Vidal / Flamengo/Direitos Reservados


Cerca de cinco meses depois, Grêmio e Flamengo enfim se enfrentaram pela distante segunda rodada do Campeonato Brasileiro. A partida desta quarta-feira (23), na Arena Tricolor, em Porto Alegre, terminou empatado em 2 a 2, resultado que não agradou a ninguém.

A equipe gaúcha segue na 18ª posição, com 36 pontos, quatro a menos que o Juventude, primeiro clube fora do Z4. O Rubro-Negro, vice-líder com 67 pontos, tem remota possibilidade de título, restando quatro jogos para o fim do campeonato. O Atlético-MG, primeiro colocado, iniciou a rodada com 74 pontos.

Preocupado com a decisão da Libertadores diante do Palmeiras, neste sábado (27), às 17h (horário de Brasília), no Estádio Centenário, em Montevidéu (Uruguai), o técnico Renato Gaúcho poupou a maioria dos habituais titulares do Flamengo até do banco de reservas. A exceção foi o meia Giorgian De Arrascaeta, recuperado da lesão que o tirou dos gramados por um mês e meio, para dar ritmo ao uruguaio. No Grêmio, o principal desfalque foi o zagueiro Walter Kannemann, com dores no quadril - Ruan foi o substituto.

Como esperado, o Tricolor tomou a iniciativa e quase abriu o placar aos 15 minutos, em cabeçada do atacante Jhonata Robert que venceu o goleiro Hugo e foi salva em cima da linha pelo zagueiro Gustavo Henrique. Aos 43, o arqueiro rubro-negro fez grande defesa em uma bomba de Diego Souza, da entrada da área. No rebote, o também atacante Ferreira perdeu o domínio da bola.

Os gaúchos mantiveram a postura ofensiva na volta do intervalo. A um minuto, Diego Souza arrematou rente à trave direita, com perigo. O Flamengo, porém, foi quem abriu o placar. Aos 12, na primeira jogada depois de entrar em campo, Arrascaeta lançou Rodinei pela direita. O lateral cruzou e o atacante Vitinho, livre, mandou para as redes. Para complicar a missão tricolor, Jhonata Robert, que já tinha amarelo, foi expulso após disputa com o autor do gol flamenguista.

A sequência inglória desestruturou o Grêmio, que passou a atacar de forma descoordenada e dar espaços ao Flamengo, que só não ampliou aos 21 porque o goleiro Gabriel fez boa defesa em chute do atacante Kenedy, da esquerda. Sete minutos depois, não teve jeito: Kenedy levou a melhor na disputa com a zaga gremista e deixou Vitinho na boa para aumentar a vantagem carioca.

Apesar dos percalços, o Grêmio conseguiu responder. Aos 30, Ferreira cruzou rasteiro pela esquerda e o atacante Miguel Borja mandou para as redes. Aos 36, o colombiano retribuiu a gentileza e fez o pivô para Ferreira enfrentar a marcação e bater no canto de Hugo, empatando o jogo. O Tricolor pressionou atrás da virada, mas o placar não se alterou mais.

O Flamengo volta a se preocupar com o Brasileiro na terça-feira (30), quando enfrenta o Ceará às 20h, no Maracanã, no Rio de Janeiro. Antes, na sexta-feira (26), o Grêmio encara o Bahia às 19h, na Arena Fonte Nova, em Salvador, em confronto direto contra o rebaixamento. Os duelos valem pela 36ª rodada da competição.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »