05/10/2021 às 13h38min - Atualizada em 05/10/2021 às 13h38min

Calçados terapêuticos amenizam sintomas de doenças crônicas

Ortopedista explica que produtos adequados ajudam a diminuir dores nos pés, pernas e coluna; por outro lado, problemas podem ser agravados com o uso de calçados inapropriados

Assessoria de imprensa, Marcelo Teixeira
SERGIO IZIDORO MENOR
  As dores crônicas nos pés, que incomodam, causam sofrimento e atrapalham o dia a dia, podem ser sintomas de uma série de disfunções, como esporão do calcâneo, fascite plantar, hérnia de disco, fibromialgia, disfunção do nervo ciático, artrite, artrose, pés inchados, bursite do calcâneo, calo, dedos remontados, neuroma de morton, olho de peixe, reumatismo e joanete.

Quem convive com um ou mais desses problemas os enfrenta com consultas, tratamentos e remédios, mas nem sempre se atenta para o fato de que um calçado terapêutico pode colaborar muito para amenizar e, às vezes, até acabar com as dores. Terapêutico é o calçado desenvolvido para dar mais qualidade de vida ao usuário com doenças crônicas que afetam a biomecânica do pé, assim como são recomendados para tratamento pós-cirúrgico nos pés, pois reduzem sensivelmente o impacto e facilitam a recuperação.

 Este tipo de produto é fabricado com materiais de qualidade superior, diferenciada e específica para assegurar o bem-estar dos pés. O cliente deve buscar marcas que investem em análises e pesquisas, na busca de soluções que agreguem atributos de performance, saúde e conforto aos seus produtos. De forma ideal, é importante que o calçado seja chancelado por alguma entidade de análise técnica reconhecida, como o IBTeC (Instituto Brasileiro de Tecnologia do Couro, Calçado e Artefatos), que confere o selo Tecnologia do Conforto.
Palavra do ortopedista

"Em resumo, calçados, terapêuticos são aqueles que proporcionam mais conforto para os pés, como se os pés fossem 'amaciados'. Isso ocorre porque o produto anatômico tem uma elevação na região do arco dos pés. É fundamental que pessoas com os problemas já citados usem esse tipo de calçado, visto que ele diminui a dor e evita complicações", afirma o médico ortopedista Rodrigo Albertini.


De acordo com o especialista, a indicação é que esses produtos sejam usados no dia a dia, de forma rotineira. "Quando for passar muito tempo em pé ou quando precisar caminhar bastante, é primordial e indispensável o seu uso. A pessoa pode encontrar saltos anatômicos que se adaptam à sua rotina, por exemplo", ressalta o especialista.

O médico ressalta ainda que a estrutura técnica (sola, entressola e palmilha) do calçado deve respeitar o eixo anatômico e fisiológico do usuário, sendo que a altura frontal do solado em relação a parte traseira tem que ser de, no máximo, três centímetros. Isso diminui a sobrecarga e eventual deformidade da coluna. Na prática, o calçado precisa ser flexível na parte frontal, acompanhando o movimento dos dedos, e rígida no salto. É importante também que haja um sistema de amortecimento na parte de trás do produto, pois isso é fundamental na diminuição da sobrecarga do calcanhar.

Foco no cliente

Segundo o diretor de desenvolvimento de uma indústria de Birigui (SP) especializada na produção de calçados anatômicos e ortopédicos, Sérgio Izidoro, os produtos terapêuticos trazem vantagens e benefícios sensíveis, auxiliando a pessoa a melhorar a qualidade de vida. "Conforto diário, alívio de dores nos pés, rotina mais agradável e maior flexibilidade, são apenas algumas das vantagens que se pode experimentar ao usar um calçado anatômico ou ortopédico. Ao longo do tempo, percebe-se melhorias em diversos aspectos na saúde", diz.

"Nós atendemos principalmente pessoas com dores constantes nos pés, pernas e coluna, assim como gente que tem varizes e inchaços devido à má circulação sanguínea. De forma geral, todas elas precisam corrigir a postura do corpo e pensamos nisso quando desenvolvemos o projeto de cada um dos nossos produtos, para que haja um reequilíbrio do organismo. Mas também existem outras condições particulares para seu uso, o que torna indispensável consultar um médico especialista", explica Izidoro.

Todos os produtos da indústria de Izidoro, sejam anatômicos ou ortopédicos, contam com as mesmas características em relação à estrutura técnica, funcionalidades e benefícios. Especificamente em relação aos modelos ortopédicos, os produtos possuem uma base na qual o pé se encaixa ganhando mais firmeza e estabilidade no andar, sendo uma novidade exclusiva da marca, segundo o diretor. "Isso contribui para educar a forma de pisar do usuário, o que é uma característica muito favorável do produto", finaliza.

Detalhes técnicos

Projetados para se adaptar à anatomia dos pés, os calçados terapêuticos – sejam os anatômicos ou ortopédicos – devem proporcionar conforto, relaxamento, proteção para os pés, prazer na utilização e retorno às atividades rotineiras. Isso é feito por meio do amortecimento e impulsionamento ao caminhar, correção de postura corporal, da anatomia – pois com o tempo de uso se moldam ao formato dos pés gerando melhor adaptação e distribuindo o peso do corpo –, solados antiderrapantes, maciez e leveza.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »