04/08/2021 às 15h06min - Atualizada em 04/08/2021 às 15h06min

Transferência de CNH pode ser feita em unidades do Poupatempo, mediante agendamento

No primeiro semestre deste ano, o Poupatempo já realizou mais de 14 mil transferências de CNH

Governo do Estado de São Paulo
Foto: Divulgação
Seja por questões particulares ou profissionais, cada vez mais pessoas optam por migrar de cidade ou até mesmo de estado. Mas a mudança requer atenção dos motoristas, pois é necessário regularizar a Carteira Nacional de Habilitação, transferindo o documento para o novo local de residência. Nos seis primeiros meses deste ano, os postos do Poupatempo já receberam mais de 14 mil solicitações de transferências de CNH, sendo 7,5 mil alterações entre municípios de São Paulo e 6,5 mil de outros estados.

Já os motoristas que mudam de endereço, mas permanecem na mesma cidade, podem realizar a alteração pelos canais eletrônicos do Poupatempo, sem precisar passar pelo atendimento presencial. Basta acessar o portal – www.poupatempo.sp.gov.br -, o aplicativo Poupatempo Digital ou mesmo os totens de autoatendimento. 

“Os serviços do Detran.SP são responsáveis por mais da metade dos atendimentos realizados pelo Poupatempo. Trabalhamos diariamente para viabilizar o acesso de toda a população, com segurança e qualidade, seja nos postos de atendimento presencial, mediante agendamento, ou de maneira online, com os 140 serviços oferecidos nos canais digitais do programa”, explica Murilo Macedo, diretor da Prodesp – empresa de Tecnologia do Governo de São Paulo, que administra o Poupatempo.

Para realizar a transferência da CNH é necessário agendar data e hora previamente, pelo portal www.poupatempo.sp.gov.br, escolhendo a opção ‘transferência de CNH’. No dia marcado, comparecer pessoalmente à unidade escolhida levando a habilitação anterior, RG, CPF e comprovante de endereço, todos os documentos originais e cópias simples. Caso a CNH tenha sido retida em alguma fiscalização, também é obrigatório a apresentação da guia de apreensão ou recolhimento.

A transferência interestadual exige uma nova coleta biométrica de foto, digitais e assinatura, procedimento feito durante o atendimento em mesa. Já para as mudanças municipais, caso não haja nenhuma divergência nas informações cadastradas no Detran.SP, a biometria pode ser reaproveitada, não exigindo nova coleta dos dados. 

É importante lembrar que se a CNH estiver com a validade vencida, o cidadão poderá fazer a transferência e a renovação do documento. Nesse caso, será preciso realizar o exame médico e, se desejar incluir a sigla EAR (Exerce Atividade Remunerada), fazer ainda o exame psicotécnico. As indicações dos profissionais que realizarão os exames serão passadas na hora do agendamento ou durante o atendimento no Poupatempo. Condutores com CNH de categorias C, D ou E também devem realizar o exame toxicológico. 

Após o pagamento das taxas, o cidadão poderá acompanhar a emissão da nova carteira de habilitação através dos canais eletrônicos do Poupatempo. Para maior comodidade e segurança, o motorista recebe o documento emitido pelos Correios no novo endereço de cadastro junto ao Detran.SP.
 

Serviços Digitais  

Com início da pandemia, em março do ano passado, a Prodesp acelerou o processo de digitalização dos serviços para melhor atender a população. Atualmente, são 140 opções, como emissão do Atestado de Antecedentes Criminais, renovação da CNH, pesquisa de pontuação, licenciamento e transferência de veículos, entre outros, disponíveis no portal, aplicativo Poupatempo Digital e totens de autoatendimento. Até o fim deste ano, o objetivo é chegar a 180 serviços digitais, e a mais de 240 em 2022.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »