03/08/2021 às 10h37min - Atualizada em 03/08/2021 às 10h37min

Ex-guarda nazista de 100 anos será julgado por crimes de guerra na Alemanha

HISTORY
Foto: Domínio Público
A Alemanha irá julgar um ex-guarda nazista de 100 anos por crimes de guerra. O homem é suspeito de ter sido cúmplice de assassinato de prisioneiros no campo de concentração de Sachsenhausen, entre 1942 e 1945. Segundo as autoridades, ele teria participado de fuzilamentos e execuções na câmara de gás.

Um dos últimos julgamentos de nazistas

O julgamento do suspeito, cujo nome não foi revelado, deve acontecer em outubro. De acordo com os promotores, o homem foi submetido a uma avaliação médica para saber se ele tem condições de comparecer ao tribunal. Apesar da idade avançada, os examinadores consideraram que ele poderia ficar durante duas horas e meia por dia no banco dos réus.


Esse deve ser um dos últimos julgamentos relacionados a crimes cometidos durante a época do nazismo na Alemanha. Segundo o advogado Thomas Walther, muitos dos acusadores são tão velhos quanto o réu e esperam que a justiça seja feita. Cerca de 200 mil pessoas estiveram presas em Sachsenhausen entre 1936 e 1945, sendo que dezenas de milhares de prisioneiros morreram de fome, doenças, trabalho forçado e execuções.

Recentemente, outra história parecida chamou atenção. Um homem de 95 anos acusado de ser ex-guarda nazista no campo de concentração de Neuengamme foi deportado dos Estados Unidos para a Alemanha. Mas, nesse caso, as autoridades alemãs decidiram não julgá-lo, alegando falta de provas.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »