28/07/2021 às 11h59min - Atualizada em 28/07/2021 às 11h59min

Comissão especial ouve segmentos que lidam diretamente com moradores de rua

Câmara Municipal de Araçatuba
Foto: Angelo Cardoso
A comissão especial da Câmara criada para elaborar estudos e trazer sugestões para criar projeto voltado à inclusão de moradores de rua no mercado de trabalho fez uma terceira reunião no Plenário do Legislativo ontem (27/7), das 15h às 16h30. O grupo ouviu representantes da secretaria municipal de Assistência Social, Centro Pop e voluntários que distribuem marmitas e lidam diretamente com moradores de rua do município.

Um dos convidados, o coordenador do Centro Pop em Araçatuba, Fernando Melo, explicou como funciona o trabalho da unidade, que é um serviço especializado para atendimento a pessoas em situação de rua.

DISTRIBUIÇÃO DE MARMITAS

José Nobre, munícipe que há 36 anos distribui regularmente 50 marmitas a moradores de rua, comentou as dificuldades de abordagem desse público. “É um trabalho árduo, exaustivo e complexo. O morador de rua é duro de ouvir as coisas. Tem que acudir o essencial para eles, ouvir o que eles querem e construir mais albergues”, sugeriu o convidado.

Os convidados também discutiram estratégias iniciais de inclusão dos moradores, a preocupação com o aumento do número de pessoas na rua, a distribuição de alimentos durante a pandemia de Covid-19 e o cadastramento e saúde mental de quem vive nas ruas.

Presidente da comissão especial, o vereador Arnaldinho (Cidadania) disse no final do encontro que pretende elaborar um relatório com as informações obtidas pela comissão até agora e repassá-lo ao prefeito Dilador Borges (PSDB). “Nós vamos reunir todas essas ideias e sugestões valiosas e repassar ao prefeito. Nossa comissão obteve informações muito importantes aqui hoje”, comentou.

Também trouxeram contribuições para o debate os demais componentes da comissão especial, o vereador Wesley da Dialogue (Podemos) e a vereadora Regininha (Avante). O projeto de resolução que criou a comissão especial foi aprovado pelo Plenário em 10 de maio deste ano, na 15ª sessão ordinária do ano.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »