28/07/2021 às 00h37min - Atualizada em 28/07/2021 às 00h37min

Construção civil e mercado imobiliário aquecidos geram oportunidades para novos empreendimentos

Assessoria de Imprensa
Foto: Divulgação
A abertura de novas empresas do setor da construção civil no primeiro semestre é um dos reflexos do aquecimento do mercado em Birigui. Dados do Banco Central mostram que o estoque de financiamento imobiliário realizado no sistema bancário alcançou R$ 741.612.305 em abril.

Um crescimento nominal de 11,55% comparado com o mesmo mês do ano passado, cujo valor foi de R$ 664.853.413, conforme levantamento feito pelo Observatório de Inteligência Econômica da SDE (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico) de Birigui.

O desempenho interanual representa incremento de R$ 13 milhões na economia local, constituindo um termômetro do aquecimento dos setores da construção civil e imobiliário, segmentos que são alavancadores do crescimento econômico em decorrência da capacidade multiplicadora positiva.

ABERTURA DE EMPRESAS

No primeiro semestre deste ano, 57 empreendimentos dos segmentos da construção civil e imobiliário foram instalados na cidade, com destaque para obras de alvenaria com 36 unidades; fabricação de artigos de serralheria com 5 empresas; construção de edifícios e loteamentos com 3 unidades cada.

Novas empresas também iniciaram atividades nos setores de comércio de material de construção; comércio de material elétrico; comércio de tintas e materiais de pintura e fabricação de artefatos de cerâmica. Para cada setor houve a instalação de duas empresas.

O dinamismo do segmento impulsionou a geração de empregos, resultando em saldo positivo no mercado de trabalho para vários setores no acumulado do ano (de janeiro a maio). O comércio varejista de material de construção fechou com saldo positivo de 16 empregos.

Obras de terraplanagem com 12; comércio de ferragens e ferramentas com 10; montagem de estruturas metálicas com 9; obras de acabamento de construção com 9; obras de alvenaria com 7; comércio de tintas e materiais de pintura com 7 e comércio de material elétrico com saldo positivo de 2 empregos formais.

O prefeito Leandro Maffeis destaca que as diretrizes de sua gestão têm como foco o desenvolvimento de um ambiente acolhedor aos novos empreendimentos, investidores e as empresas em atividade que estão acreditando no potencial e na retomada econômica de Birigui.

“Como reflexo, a cidade vem recebendo novos investimentos nos setores da construção civil e imobiliário gerando oportunidades para a nossa população”, disse, ao lembrar que na semana entregou termos de doações de lotes para dois empresários do segmento que irão se instalar no 2º Distrito Industrial.

Para o secretário da SDE, Nivaldo Albani, “os dados são relevantes para a avaliação do crescimento desse importante setor produtivo, que abrange atividades diversas”. Ele citou, como exemplo, uma pequena reforma residencial, a construção de uma casa, prédio ou galpão industrial, cujo movimento traz demanda no comércio e no setor de serviços, gerando emprego e renda para a comunidade.

OBSERVATÓRIO

O projeto Observatório de Inteligência Econômica tem por objetivo suprir as demandas de informações e conhecimento dos agentes econômicos do município, além de subsidiar o desenvolvimento de políticas públicas voltadas a geração de emprego, renda e ao desenvolvimento local. Os relatórios divulgados pela SDE estão disponíveis no site sedecti.org.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »