25/07/2021 às 16h39min - Atualizada em 25/07/2021 às 16h39min

Rebeca Andrade dá show em Tóquio e se classifica para três finais

Ginasta vai brigar por medalhas no solo, individual geral e salto

Agência Brasil
Foto: Gaspar Nóbrega/COB
A ginasta brasileira Rebeca Andrade, de 22 anos, se garantiu na manhã deste domingo (25) em três finais no Centro de Ginástica de Ariake, em Tóquio.

Foto: Gaspar Nóbrega/COB

Foto: Gaspar Nóbrega/COB


A atleta estará na disputa da medalha no individual geral da Olimpíada, competição na qual passou na segunda posição, com 57,399 pontos, atrás apenas da super favorita Simone Biles. No salto, Rebeca foi a terceira melhor com a média de 15,100 pontos nos dois saltos. No solo, com a apresentação embalada pela música do Baile de Favela, ela obteve a nota 14,066 pontos, ficando somente um décimo atrás da líder, a italiana Vanessa Ferrari.

A primeira final da Rebeca será na quinta-feira (29), às 07h50 (horário de Brasília), no individual geral. As medalhistas no salto serão conhecidas no próximo domingo (1º de agosto) e as melhores do solo brigarão pelas medalhas no dia 2 de agosto.

Foto: Julio Cesar Guimarães/COB

Foto: Julio Cesar Guimarães/COB


Flávia Saraiva conseguiu a vaga na final na trave. Mas acabou torcendo o tornozelo direito no solo e teve que abandonar as disputas seguintes. A ideia da atleta é buscar a recuperação física para participar da final da trave prevista para o dia 3 de agosto, às 5h48.

Boxe

O pugilista Wanderson de Oliveira, no peso leve (até 63 kg), venceu na estreia do boxe na Olimpíada. Contra Wessan Salamana, do time dos refugiados olímpicos, o brasileiro foi superior após três assaltos, em decisão unânime dos cinco jurados.

Foto: Wander Roberto/COB

Foto: Wander Roberto/COB


Ele retorna ao ringue na Arena Kokugikan no próximo sábado (31) pelas oitavas de final. O adversário será da Bielorrússia, Dzmitry Asanau.

A seleção nacional na modalidade conta com sete atletas, quatro homens e três mulheres. Nesta segunda-feira (26), Jucielen Romeu, peso pena (até 57 kg), enfrentará a britânica Karriss Artingstall.

Tênis de Mesa

Gustavo Tsuboi (37° do mundo) venceu o romeno Ovidiu Ionescu por 4 sets a 1 (com parciais de 11/6, 9/11, 13/11, 11/9 e 11/9) pela segunda rodada do torneio olímpico de tênis de mesa. O jogo ocorreu na madrugada deste domingo (25), no Ginásio Metropolitano de Tóquio.

Foto: Júlio César Guimarães/COB

Foto: Júlio César Guimarães/COB


Agora, na rodada 3 do torneio, o atleta, que esta na quarta participação em Jogos, terá pela frente o nigeriano Quadri Aruna (21° do mundo), na noite desta segunda-feira 926). Se avançar, o brasileiro, que já garantiu a melhor colocação pessoal na história olímpica, igualará Hugo Calderano e Hugo Hoyama, com a melhor campanha de um atleta brasileiro em Jogos Olímpicos.

Foto: Júlio César Guimarães/COB

Foto: Júlio César Guimarães/COB


“Ainda não pensei muito no jogo de amanhã. Tenho um probleminha no ombro, preciso me recuperar. Já enfrentei ele há muito tempo atrás, mas ele evoluiu muito, não por acaso está entre os 20 melhores do mundo. É um atleta muito experiente, muito forte, vou fazer o meu melhor. Me dediquei muito para estar aqui e ganhar essa vaga. Foram muitos sacrifícios e quero desfrutar deste momento. E, com certeza, a luta e raça não vão faltar",
disse o atleta à assessoria da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM).


No torneio individual feminino, Bruna Takahashi foi superada pela a francesa Yuan Jia Nan por 4 a 0 (8/11, 7/11, 6/11 e 8/11), também na madrugada deste domingo. “Eu entrei um pouco mais lenta do que o normal. É Olimpíada, bem ou mal dá aquele frio na barriga. Mas estava me sentindo bem, tentei dar o meu máximo. Só que ela já teve dois ou três jogos anteriores e não estranhou quase nada. Eu estava estranhando a luz, o ambiente. Mas isso não é desculpa, apenas demorei um pouco mais para me adaptar por conta disso. Nos dois últimos sets, estava me sentindo melhor, mas já tinha passado metade do jogo. Tenho ainda a disputa por equipes, tenho que continuar treinando”. comentou a mesatenista.
 
Surfe

A brasileira Silvana Lima abre as oitavas de final do surfe da Olimpíada de Tóquio 2020 às 22h (horário de Brasília) deste domingo (25) contra a portuguesa Teresa Bonvalot. Logo na sequência, às 22h36, Tatiana Weston-Webb enfrentará a japonesa Amuro Tsuzuki. Os confrontos serão eliminatórios na praia de Tsurigasaki. 

Silvana se classificou na noite deste sábado na vice-liderança da bateria 3, na primeira rodada. Com 12.13 pontos, ela só ficou atrás da australiana Stephanie Gilmore, que somou 14.50. Tatiana Weston-Webb venceu a bateria da primeira fase, com 11.33.

Foto: Miriam Jeske/COB

Foto: Miriam Jeske/COB


No masculino, o primeiro brasileiro a entrar na água nas oitavas será Gabriel Medina. Ele enfrenta Julian Wilson, da Austrália, à 01h36. Ítalo Ferreira terá pela frente nas oitavas de final Billy Stairman, da Nova Zelândia, às 02h12, da madrugada desta segunda-feira (26).

Para chegar nas fases eliminatórias, Ítalo Ferreira confirmou o favoritismo e venceu a bateria na primeira fase com 12.9. O outro brasileiro, Gabriel Medina, também passou com líder da chave, somando 12.23.

Foto: Miriam Jeske/COB/Direitos Reservados

Foto: Miriam Jeske/COB/Direitos Reservados


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »