18/04/2018 às 15h40min - Atualizada em 18/04/2018 às 15h40min

Cachorros de pessoas em situação de rua ganham dia de luxo em MG

Os animais e os tutores foram beneficiados pelo projeto "Moradores de rua e seus cães".

ANDA Agência de Notícias de Direitos Animais
Foto: Marcella Gasparete/G1
Pessoas em situação de rua e os cachorros tutelados por elas receberam, pela terceira vez, o auxílio do projeto “Moradores de rua e seus cães”, em Belo Horizonte, Minas Gerais.

Foram doadas roupas, ração, agasalhos e camas para os cachorros e os tutores e realizadas ações em diversos pontos da capital mineira. Os voluntários deram carinho aos animais e possibilitaram que 11 cachorros e 2 gatos tomassem banho. As informações são do portal G1.

Maria, de 33 anos, está em situação de rua e é tutora de 12 cachorros. Ela e os animais já foram beneficiados pelo projeto. Lili, uma das cadelas, vive com Maria há mais de sete anos, desde que foi abandonada, com semanas de vida, no viaduto Francisco Sales, no bairro Santa Efigênia. Apesar de ter tantas dificuldades, a mulher adotou a cadela, assim como fez com Piriguete, Negão e os outros cães que foram chegando. Atualmente, ela e o marido, Luís, cuidam de oito cachorros adultos e quatro filhotes recém-nascidos.

“Um grupo de uns 12 voluntários estacionou uma van branca e amarela perto de onde eu morava e pediu para dar banho e medicar meus cachorros. No início, fiquei um pouco com o pé atrás, vai que levavam meus filhos né? Não consigo ficar sem eles, eles nos protegem toda noite”, conta Maria.

O projeto
O “Moradores de rua e seus cães” teve início como um projeto fotográfico. Edu Leporo, o idealizador, começou a fotografar pessoas em situação de rua que tutelavam cachorros, há seis anos, em São Paulo. O intuito era registrar histórias de companheirismo e amizade. Após quatro anos, o projeto deixou de ser exclusivamente fotográfico e passou a ser realizado, também, por meio de ações que beneficiam pessoas e animais.

Espalhando-se por Minas Gerais e pelo Nordeste, o projeto chegou a Belo Horizonte, Vila Velha, no Espírito Santo, e Natal, no Rio Grande do Norte.

Na capital mineira, a primeira ação foi colocada em prática pelos jovens Rafaela Gonçalves Pereira, estudante de medicina veterinária, e Jean Santos, funcionário de uma creche para cães, em 28 de janeiro deste ano.

A ideia do projeto, segundo Rafaela, é “dar um dia de carinho para os moradores de rua e seus cães, um alento em meio as dificuldades da vida urbana”. Ela explica que os cuidados ofertados aos cachorros não são apenas para beneficiá-los, mas também para atrair a atenção dos tutores para questões como a própria higiene.



No primeiro dia em que a ação foi realizada, 16 cachorros foram beneficiados. Eles tomaram banho, receberam coleiras carrapaticidas e pingentes de identificação. Os tutores dos cães receberam lanches e kits de higiene. Entretanto, desde que o projeto teve início, novas oportunidades surgiram e atualmente os animais recebem também vacina e vermífugos.

A previsão é de que seja realizada uma ação por mês em Belo Horizonte. Mais informações sobre o projeto podem ser obtidas no Instagram.


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »