18/04/2018 às 14h12min - Atualizada em 18/04/2018 às 14h12min

Universitários desenvolvem operadora de telefonia digital

“Fluke Operadora” representará o Brasil em competição que premia o melhor modelo de negócio universitário do mundo.

Portal SP
Foto:Divulgação

Uma operadora virtual irá representar o Brasil na Internacional Business Model Competition, em Utah, nos Estados Unidos, nos dias 10 e 11 de maio. A competição, que tem como objetivo premiar o melhor modelo de negócio universitário do mundo, contará com presença da equipe da “Fluke Operadora”, que participará ao lado de 40 grupos de diversos países.

O projeto brasileiro foi desenvolvido por estudantes da Escola de Engenharia de São Carlos (EESC) da Universidade de São Paulo (USP) e Escola Politécnica (Poli) da USP, da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e da Universidade Paulista (Unip). A participação foi conquistada após uma seletiva organizada pela Ideation Brasil, que reúne startups universitárias de todo o País.

As operadoras virtuais, que surgiram na Europa há cerca de 15 anos, ainda são pouco difundidas aqui no país. Elas têm como objetivo fidelizar o cliente de acordo com o plano que mais se adeque ao seu perfil, sem que ele precise contratar diferentes empresas.

Segundo Marcos Antônio Oliveira Jr., aluno de Engenharia de Produção da EESC e um dos idealizadores da startup fundada no ano passado, o processo de admissão do serviço será rápido, transparente e intuitivo. “Ele vai escolher o pacote que desejar, sem passar por intermediários, e não será obrigado a comprar planos extras que não utilizaria como forma de obter descontos em seu produto de interesse. Os valores de cada serviço ainda estão sendo estipulados”, explica.

Para contratar a operadora, basta acessar o aplicativo da empresa e selecionar aquilo que mais deseja. Dentro da plataforma, será possível trocar de plano, alterar dados pessoais, acompanhar o consumo em tempo real, contratar o acesso a redes sociais, minutos de ligações, SMS, internet, bem como soliticar ajuda pelo chat ou diretamente pelo telefone.

Sendo assim, o encontro norte-americano analisará a viabilidade, escalabilidade e o processo de validação do projeto. Para facilitar a viagem da equipe de seis alunos, foi lançada uma campanha de financiamento coletivo para arrecadar fundos, que serão usados em gastos de passagem aérea, alojamento e tarifas. Juntos, somam pouco mais de R$ 30 mil, mesmo valor que será pago ao primeiro lugar na premiação. O prazo para a contribuição pelo site é até dia 25 de abril.
 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »