30/03/2021 às 14h54min - Atualizada em 30/03/2021 às 14h54min

8 requerimentos são aprovados na 9ª sessão

Câmara Municipal de Araçatuba
Foto: Divulgação
Em sessão remota realizada nesta segunda-feira (29), os vereadores de Araçatuba aprovaram oito requerimentos de informações endereçados ao prefeito Dilador Borges (PSDB). Desse total, quatro foram propostos pelo vereador Arlindo Araujo (MDB).

Com base no aumento alarmante do número de morte pela Covid-19 em todo o País e a capacidade no limite das unidades hospitalares nos município brasileiros, o parlamentar quer saber se os hospitais locais chegaram a apresentar indisponibilidade de vagas nos últimos dias.

Arlindo quer que a administração municipal esclareça ainda se houve alguma morte de paciente em estado grave em decorrência da Covid-19, enquanto aguardava na fila de espera para atendimento.

Os impactos da pandemia da doença causada pelo novo coronavírus pautaram os demais requerimentos apresentados pelo vereador Arlindo Araujo.

Ao ponderar as dificuldades encontradas por comerciantes e proprietários de residências para a manter os pagamentos das contas de energia elétrica com a CPFL e a iminência de corte no abastecimento por parte desta concessionária, em caso de inadimplência, Arlindo quer saber se a Prefeitura possui um balanço com o número de estabelecimentos comerciais e residenciais que tiveram corte no fornecimento de energia por falta de pagamento desde o mês de janeiro deste ano.

Arlindo Araujo pergunta o que a administração municipal pode fazer para que a concessionária mantenha o abastecimento de energia durante o período de quarentena, evitando cortes.

Em outro requerimento, o vereador Arlindo questiona a quantidade de infrações de trânsito foram registradas em Araçatuba desde o início da pandemia de Covid-19, em março de 2020, até o momento; e quais foram os principais tipos de infrações registradas nesse período.

O quarto e último requerimento proposto por Arlindo Araujo tem como alvo o atendimento no Restaurante Popular Bom Prato, vizinho do prédio que abriga as instalações do Pronto-Socorro Municipal, que concentra atendimento de pacientes com suspeita ou quadro consolidado para a Covid-19.

Arlindo Araujo quer saber quantas pessoas são atendidas diariamente pelo restaurante; se houve aumento na demanda em função da pandemia; e se foi montado algum esquema especial para atender casos suspeitos da doença a fim de evitar aglomerações em frente ao restaurante.

TRANSPORTE

A vereadora Cristina Munhoz é autora de dois requerimentos de informações oficiais aprovados. No primeiro deles, Cristina pede o encaminhamento ao Legislativo da cópia integral do contrato firmado entre a Prefeitura e a empresa TUA, concessionária de transporte coletivo urbano e cópias dos termos aditivos celebrados nos últimos quatro anos.

No outro requerimento, Cristina quer saber se há uma previsão para iniciar a vacinação dos médicos-veterinários no município.

ABASTECIMENTO

Os vereadores Evandro Molina (PP) e Antonio Edwaldo Dunga Costa (DEM) assinam os outros dois requerimentos.

Evandro Molina quer saber o volume de água potável fornecido pela concessionária Samar desde o mês de março de 2020, e solicitou o encaminhamento relatório detalhado referente ao volume de água fornecido entre os meses de março de 2017, 2018 e 2019.

Por fim, o vereador Dunga solicita que o Governo de São Paulo verifique a possibilidade de determinar a imediata suspensão das ações de despejo contra mutuários da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU) devido à falta de pagamentos as parcelas, já que estão sentindo os impactos da pandemia na economia.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »