29/03/2021 às 12h18min - Atualizada em 29/03/2021 às 12h18min

Monster Hunter: tudo sobre esta série de jogos

Franquia de jogos em RPG prepara-se para novo lançamento após mais de uma década de sucesso.

Assessoria de Imprensa
Foto: Imagem Ilustrativa
Famosa franquia de jogos de fantasia, Monster Hunter tem uma trajetória consistente, sendo considerado um dos melhores games do ramo. Com menos de duas décadas de existência, já pode ser considerado um clássico moderno do universo dos games.
 
Desenvolvido e distribuído pela Capcom, o primeiro game da franquia foi lançado exclusivamente para o PlayStation 2 (PS2). Ao longo da história, entretanto, tornou-se um jogo multiplataforma.
 
Como o título nos indica, o enredo gira em torno de um caçador com a missão de capturar uma variedade de monstros em diversas missões em um mapa de fantasia. Confira a evolução da série e um pouco mais sobre a história dos jogos a seguir.

O começo de tudo
Disponível exclusivamente para o PS2, o primeiro lançamento levou o nome da franquia e foi lançado em um momento em que os jogos on-line ainda não tinham tantos recursos, relevância ou ferramentas. No modo on-line, as recompensas eram melhores, enquanto o game permitia jogar com outros três amigos.
 
Um fato bastante curioso é que o jogador não subia de fase nessa primeira versão, apenas existia a possibilidade de trocar de armas e armaduras, que determinavam a força do caçador. A conquista desses recursos era uma recompensa pela captura de monstros mais poderosos.
 
Para surpresa até da Capcom, o game popularizou-se bastante no Japão. Como recompensa, a desenvolvedora liberou um pacote de expansão, o Monster Hunter G, com exclusividade para o país. Com ele, foram adicionadas versões diferentes dos monstros já conhecidos dos jogadores de outros países, além de alguns extras.

A evolução ao longo dos anos
Depois do sucesso inicial, a franquia lançou sucessores do jogo e passou a ser multiplataforma a partir de seu terceiro lançamento, em 2007, o Monster Hunter Frontier. Além do PlayStation, o game era compatível com o Xbox 360 e PC. A principal diferença para os jogos anteriores era a compatibilidade com outros dispositivos e a adição de novos monstros.
 
Alguns anos depois, em 2009, o Monster Hunter Tri foi lançado para o Nintendo Wii, uma grande surpresa igualmente bem recebida. Uma novidade que animou os fãs foi a adição de batalhas aquáticas e monstros que viviam embaixo d’água.
 
O próximo lançamento de sucesso seria o Monster Hunter Dynamic Hunting, em 2011, exclusivo para iOS. Este foi o primeiro investimento da Capcom em um jogo mobile da franquia. Devido ao sucesso no Japão, mais uma vez, foi lançado o Monster Hunter Explore, em 2015, exclusivo para mobile, mas dessa vez, compatível tanto com Android quanto com o iOS.
 
Com gráficos um pouco mais complexos que o antecessor, ele oferecia uma jogabilidade bem mais dinâmica, permitindo ao caçador explorar diferentes ilhas em busca dos monstrinhos-alvo. No meio-tempo, diversos outros lançamentos aconteceram, alimentando uma legião de fãs fiéis ao redor de todo mundo.
 
Por fim, em 2017, foi lançado o último exemplar da franquia, o Monster Hunter World, multiplataforma compatível com PS4, Xbox One e PC. Com diversas novidades, a Capcom conseguiu conquistar diversos novos adeptos.
 
Entre os avanços mais bem recebidos, está a integração dos espaços de jogo, que, agora, são parte de um mundo só. Outra grande adição são as pistas que os monstros deixam. No Monster Hunter World, é possível seguir pegadas de um tipo específico de monstro para tentar capturá-lo, por exemplo.

As novidades para o futuro
Não é segredo para ninguém que 2021 é marcado pelo lançamento de diversos games aguardados. Entre eles, o Monster Hunter Rise, mais novo título da franquia, disponível inicialmente apenas para o Nintendo Switch. A previsão é que o jogo esteja disponível já no final de março.
 
Entre as principais novidades, vale destacar a introdução do que vem sendo chamado de Amicães: companheiros de caça do gamer, que também poderão servir de montaria em ocasiões de necessidade.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »