18/02/2021 às 11h02min - Atualizada em 18/02/2021 às 11h02min

Polícia Civil apreende mais de 12,6 mil porções de drogas em "casa bomba", em comunidade na zona sul

Dois homens foram presos na ação; foram recolhidas porções de maconha, crack, cocaína, haxixe e frascos de lança-perfume

SSP
Foto: Polícia Civil
A Polícia Civil desativou, nesta última terça-feira (16), um local usado para o preparo de drogas para posterior comercialização, conhecido popularmente como "casa bomba", em uma comunidade na zona sul de São Paulo. Na ação, mais de 12,6 mil porções dos mais variados entorpecentes foram recolhidos e dois homens, de 21 e 30 anos, presos.

Os trabalhos foram realizados por equipes do 48º Distrito Policial (Cidade Dutra) e da Central Especializada de Repressão a Crimes e Ocorrências Diversas (Cerco), ambos ligados à 6ª Delegacia Seccional de Polícia. O canil da Guarda Civil Metropolitana (GCM) também apoiou as atividades.

Os agentes receberam informações sobre a existência de uma grande quantidade de drogas em uma casa, em uma comunidade na Cidade Dutra, que seriam distribuídas em pontos de tráfico, e foram até o local verificar.

Ao acessarem a rua Antônio Corrêa da Silva, um homem tentou fugir ao perceber a presença policial, dispensando uma bolsa com entorpecentes, e outro foi flagrado passando informações a outros criminosos sobre a operação. Ambos foram presos em flagrante.



Em continuidade às buscas, com o auxílio de cães farejadores foi localizado um imóvel com grande quantidade de substâncias ilícitas dentro, com as mesmas embalagens das drogas encontradas com um dos presos.

Ao todo, foram recolhidas 1.027 porções de crack, 2.477 de maconha, 8.910 de cocaína e 194 de haxixe, além de 61 frascos com lança-perfume, uma balança de precisão e 1.000 microtubos vazios. Um celular também foi apreendido. Todo o material foi encaminhado à perícia.

Os dois presos foram levados ao 48º DP, onde foram indiciados por tráfico de entorpecentes e tiveram a prisão preventiva solicitada à Justiça.

"Essa denúncia chegou e nossa chefia preparou um trabalho de investigação de campo e aéreo, permitindo o sucesso da operação", destacou o delegado Carlos Mezher, do 48º DP. "Tudo foi feito com foco na casa bomba, com muito cuidado e cautela, pensando nos moradores locais", complementou. Segundo ele, as investigações continuam.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »