25/01/2021 às 11h13min - Atualizada em 25/01/2021 às 11h13min

Qual a importância da matemática dentro de uma empresa?

Assessoria de Imprensa
Foto: Divulgação
Todo empreendedor que precisa e quer ter sucesso precisa saber da importância da matemática dentro de uma empresa. Claro: isso não significa que ele precisará usar uma calculadora de notação científica todos os dias no seu trabalho, mas deve conhecer conceitos básicos de matemática financeira para poder gerenciar bem o seu negócio. Afinal, sem isso ele estará sempre vulnerável a problemas.

E os problemas existem. Para se ter uma ideia, 50% de todas as empresas do Brasil fecham as portas em menos de 4 anos. Isso considerando os períodos "normais", sem pandemias. No ano passado, foram 700 mil negócios, no mínimo, que faliram por causa da crise do novo coronavírus. Uma das razões por trás desses resultados é justamente a falta de controle financeiro alimentada pela negligência matemática.

Quer saber qual a importância da matemática dentro de uma empresa? Então siga a leitura abaixo!
 

Qual a importância da matemática dentro de uma empresa em 5 pontos
 

1. Controle do fluxo de caixa

Um dos grandes méritos da matemática financeira dentro de uma empresa é um melhor controle de fluxo de caixa do negócio. Muitos empreendedores negligenciam o fluxo de caixa e é justamente aí que eles falham e acabam levando o negócio à falência.

Suponha, por exemplo, que você tem R$100.000,00 para receber de clientes e tem R$80.000,00 a pagar para fornecedores, funcionários e outros credores. Isso significa que sua empresa está com tudo sob controle, certo?

Na verdade, não é bem assim. Se você precisar pagar esses R$80.000,00 nos próximos seis meses, mas vai receber esses R$100.000,00 depois do 7º mês, então o dinheiro não servirá para nada. Concorda?

Esse é um exemplo bem bobinho, mas que mostra a importância do fluxo de caixa. A matemática ajuda que você faça um controle preciso desses recebimentos e pagamentos para garantir que estará com tudo em ordem no prazo certo.
 

2. Análise do peso de juros

Toda empresa precisa de crédito para crescer. É possível investir em desenvolvimento, novas tecnologias e em expansão após fazer uma poupança, claro, mas isso faz com que a empresa fique atrás dos seus concorrentes, que estão usando o crédito para financiar a expansão.

No entanto, é importante usar essa ferramenta do jeito certo. Afinal, crédito é risco e risco é juros. Portanto, é essencial calcular bem o peso desses juros para saber se o empréstimo ou o financiamento cabem nas contas do negócio ou não. A matemática ajuda muito nisso.
 

3. Precificação adequada

Você sabe precificar o seu produto? Essa é uma questão muito difícil de ser respondida. Pode parecer fácil, mas é muito difícil. Em primeiro lugar, o preço deve cobrir os custos de produção e gerar lucro. Isso é senso comum.

Em segundo lugar, o preço é posicionamento de mercado e isso já é mais difícil de responder. Se você produz algo a R$5,00 e o preço médio dele no mercado é de R$50,00, será que não vale a pena vender por R$35,00 e conquistar uma fatia maior do mercado assim? Por exemplo, reduzir o seu preço em 10% para ganhar 10% a mais do mercado, vale a pena? Spoiler: não. Pode fazer as contas aí e descobrir isso.

Portanto, é essencial saber como usar o preço do seu produto de maneira estratégica. Quer aumentar sua participação no mercado? Até quanto dá para reduzir o preço e investir mais em marketing? Quer lucrar em cima da parcela conquistada? Até quanto dá para aumentar o preço sem perder mercado? A matemática ajuda a encontrar o equilíbrio nisso.
 

4. Melhor tomada de decisões

Neste artigo você já viu vários exemplos de situações em que a matemática pode evitar um problema ou indicar um cenário positivo para a empresa. Isso tudo é opções para o empreendedor tomar decisões. Portanto, com o uso da matemática, a tomada de decisões fica melhorada, já que é possível prever (pelo menos em parte) a consequência das ações em cada alternativa.
 

5. Análise estatística do mercado

Por fim, o uso da matemática permite uma melhor análise estatística do mercado e o contexto que isso oferece. Por exemplo, dá para entender melhor o que significa ter 10%, 15% do mercado, ao mesmo tempo que é possível prever melhor o que o impacto de um aumento de 10% no salário mínimo causará ao seu negócio, tanto em termos de custos, quanto em termos de aumento de faturamento.

Agora que você já viu qual a importância da matemática dentro de uma empresa, é hora de começar a colocá-la em prática no seu negócio. Não é necessário se tornar um grande matemático teórico, abordando problemas de alta complexidade, mas sim ter conhecimentos de matemática financeira para entender o básico de administração do negócio. Se necessário, contrate alguém com profundo conhecimento de matemática financeira para auxiliá-lo.

E aí, gostou do conteúdo? Então deixe um comentário com a sua opinião sobre a importância da matemática no mundo corporativo!
 

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »