15/01/2021 às 14h43min - Atualizada em 15/01/2021 às 14h43min

Polícia Civil identifica pessoa suspeita de aplicar golpes na compra de celulares em Dracena

O golpe consistia em enviar aos vendedores comprovantes falsos de transferência bancária para conseguir os aparelhos

SSP
Foto: Policia Militar
A Polícia Civil identificou, nesta quinta-feira (14), uma mulher, de 23 anos, suspeita de praticar o crime de estelionato na compra de aparelhos celulares que eram anunciados em grupos de classificados de compra e venda em redes sociais no município de Dracena.

A ação foi deflagrada por agentes das delegacias de investigações Gerais (DIG) e Sobre Entorpecentes (DISE) da cidade que, imediatamente após o registro de duas ocorrências noticiando a prática criminosa, iniciaram as apurações para esclarecimento dos fatos.

De acordo com os boletins registrados na quarta-feira (13), o crime consistia em uma pessoa se passando por interessada na compra do aparelho celular anunciado, após a concretização da negociação enviava à vítima um comprovante falso de transferência bancária.

Em seguida, o golpista informava que um motorista de transporte de aplicativo iria até a casa da vítima, para o qual era entregue o telefone. A vítima somente percebia que havia caído em golpe depois que o pagamento não era creditado na conta estabelecida para depósito.

Os agentes das Unidades Especializadas passaram a investigar os dois casos registrados e por meio de técnicas de inteligência policial e troca de informações conseguiram identificar uma jovem, de 23 anos, que estava recebendo os aparelhos adquiridos de forma ilícita.

Na residência da investigada os polícias civis mantiveram contato com um familiar, que confirmou que a jovem teria recebido alguns celulares, que eram entregues por motoristas de aplicativos, mas que tal pessoa teria deixado a casa e indo embora para cidade de Campo Grande (MS).

Um inquérito policial foi instaurado para dar continuidade às investigações e tentar recuperar os aparelhos comprados ilicitamente. As vítimas, os motoristas de transportes de aplicativo e o familiar da suposta autora serão notificados para serem ouvidos em declarações.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »