17/12/2020 às 08h28min - Atualizada em 17/12/2020 às 08h28min

MPT terá sede definitiva em Araçatuba

Portal LR1
DEFINIDO - Em Araçatuba, o MPT vai funcionar em prédio onde estava instalada clínica médica - Foto: David Prates
O Ministério Público do Trabalho (MPT) em Campinas (Procuradoria Regional do Trabalho da 15ª Região), por meio de seu procurador-chefe, Dimas Moreira da Silva, assinou, entre os dias 11 e 14 de dezembro, contratos de compra e venda de dois imóveis para a instalação definitiva das sedes das Procuradorias do Trabalho nos municípios de Araçatuba e Sorocaba.

Em Araçatuba, foi efetivada a compra de uma casa comercial na Avenida Waldir Felizola de Moraes, 1707, no bairro Ipiranga, com 415 metros quadrados de área construída, em um terreno de 1.137 metros quadrados. Com a aquisição, o MPT não pagará mais aluguel e deixará, ainda sem data definida, o imóvel localizado à Rua Cristiano Olsen, 2148, no bairro Higienópolis.  Já em Sorocaba, comprou o imóvel onde funciona atualmente e deixará de pagar aluguel.

O MPT já está de posse das chaves dos imóveis. Os valores, oriundos da Procuradoria Geral do Trabalho, em Brasília, estão empenhados e serão pagos em até 5 dias após a assinatura dos contratos de compra e venda, que têm força de escritura.

Segundo o procurador-chefe do MPT em Campinas, Dimas Moreira da Silva, as compras vêm ao encontro da diretriz nacional da Procuradoria Geral do Trabalho de zerar a quantidade de imóveis alugados em todo o país. “Este é o objetivo institucional do MPT.  As vantagens locacionais e a acessibilidade facilitada foram pontos determinantes na escolha dos imóveis. As novas sedes são bem localizadas e servidas pelo transporte público, facilitando o acesso do cidadão que busca o serviço do Ministério Público do Trabalho”, afirmou.

O vice-procurador-chefe do MPT em Campinas, Eduardo Luís Amgarten, que participou ativamente da busca dos imóveis e das negociações para a sua aquisição, em conjunto com a diretora regional da instituição, Lívia Maria Franco de Campos, ressalta que há autorização de Brasília para a compra de imóveis para outras Procuradorias interiorizadas, tais como Araraquara, Bauru e São José dos Campos. “Trabalharemos para viabilizar a sede definitiva de outras Procuradorias no Estado. O próximo passo será a compra de imóvel em Araraquara, onde já está formalizada uma minuta contratual. Acredito que antes do encerramento de 2020 conseguiremos mais essa aquisição”, garantiu.

 
*matéria cedida pelo Portal LR1
 

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »