11/12/2020 às 08h57min - Atualizada em 11/12/2020 às 08h57min

O que você precisa fazer para ter a aposentadoria perfeita?

Assessoria de Imprensa
Foto: Divulgação
Pensar na aposentadoria desde cedo é importante para garantir mais tranquilidade no futuro. Se você quer encontrar as melhores dicas para ter uma aposentadoria perfeita, você está no lugar certo. Aqui, vamos listar diversos fatores que podem lhe ajudar a combinar diferentes tipos de aposentadoria e engordar a sua renda.

Atualmente, um plano de previdência privada é algo cada vez mais buscado pela maioria dos jovens brasileiros. Depois da aprovação da Reforma da Previdência, a aposentadoria pública enrijeceu bastante as regras, então é fundamental entender isto para se preparar e garantir um bom futuro.

Confira as nossas dicas abaixo:
 

Invista desde cedo e o máximo possível

Os maiores investimentos na sua aposentadoria você deve fazer agora, enquanto é jovem e está em ascensão profissional. Isso lhe trará mais tranquilidade, para manter os aportes ao longo dos anos e assim daqui a 20, 30 anos ter uma conta gorda e poder engrossar a sua aposentadoria.

É importante se conscientizar do quanto a aposentadoria é importante! E quanto mais rápido você tomar esta consciência, melhor! O ideal seria que todo jovem começasse a investir na sua aposentadoria, assim que conseguisse o primeiro emprego. Porém, sabemos que isto é difícil, então é importante começar o quanto antes e investir bastante nessa ideia.

Deixar para o futuro, quando você já tem 40,50 anos pode fazer com que você tenha que trabalhar mais do que pensou para juntar um valor satisfatório para conseguir se aposentar.
 

Saiba o quanto você precisa juntar para se aposentar

Outro ponto importante é descobrir o quanto você juntar para se aposentar com tranquilidade. Esses cálculos são feitos por muitos jovens que visam a independência financeira antes do 40, mas mesmo que você queira se aposentar com 60 anos, você precisa ter, pelo menos, uma noção do quanto precisa juntar ao longo do tempo.

Primeiro, você deve ter uma noção dos gastos essenciais que você terá quando deixar de trabalhar, assim você pode ter uma estimativa da renda mínima para a sua aposentadoria.

Segundo especialistas, uma boa ideia de calcular o valor necessário, é pensar por quantos você estima que viverá após se aposentar e somar o valor encontrado por mês para saber, de quanto você precisa em um ano.

Dessa maneira, você pode definir o valor ideal para a sua aposentadoria. Digamos, por exemplo, você precise de R$ 3 mil mensais de aposentadoria para viver confortavelmente. E espera receber o benefício por 25 anos.

Em um ano, você terá que ter, pelo menos, R$ 36 mil. Então, multiplicando 36 por 25, você chega a R$ 900 mil, que será o valor necessário para juntar durante este tempo.  Assim, de acordo com especialistas, por ano você estaria retirando 4% do valor poupado para a aposentadoria, o que é um limite seguro para que a renda seja suficiente para lhe sustentar pelo resto da vida.
 

Tenha metas bem definidas

Agora que você descobriu do quanto você precisa para se aposentar com tranquilidade, você precisa definir metas. Digamos que você está com 25 anos e deseja se aposentar com 60 anos, você tem que começar a planejar estes 35 anos para guardar o valor necessário.

Então, é importante fazer as contas e ter uma ideia do quanto você precisa investir por mês na sua aposentadoria ao longo do ano. Outro ponto que você precisa ter definido é como realizar estes investimentos, se de forma mensal, bimestral, semestral ou mesmo anual.

Também é essencial pensar onde você irá investir. Você investirá todo o capital em renda fixa com títulos do Tesouro Direto e CDBs ou também vai apostar em ações e fundos de investimentos? Você também tem a opção de aderir a um plano de previdência privada.

É importante que você comece a planejar e combine renda fixa e variável para aumentar a rentabilidade e garantir a segurança dos investimentos da sua aposentadoria.
 

Não desconsidere a aposentadoria pública 

Por mais que você tenha planos para montar uma aposentadoria privada, investindo dinheiro do próprio bolso para não depender unicamente do estado, você deve desconsiderar a aposentadoria pública.

O benefício que você poderá receber no futuro pelo INSS também deve entrar nesta conta. A dica é começar a fazer estimativas do quanto você receberá pelo governo. De acordo com as novas regras, comece a fazer os cálculos necessários para ter uma noção aproximada do salário que irá receber ao se aposentar.

Se você possui um trabalho formal, você precisa estar sempre renovando estes cálculos, a cada promoção, a cada reajuste salarial. Todas as médias salariais contam para o cálculo da aposentadoria pública e receber este benefício é um direito seu quando chegar a hora.

Até mesmo para quem é empreendedor, é possível receber aposentadoria pública. Um MEI (microempreendedor individual), por exemplo, tem direito a um salário de aposentadoria se contribuir mensalmente durante 15 anos.

Então, é importante não só combinar investimentos para fazer uma boa aposentadoria complementar, mas também fazer os cálculos do quanto você poderá receber do INSS no futuro.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »