10/12/2020 às 10h39min - Atualizada em 10/12/2020 às 10h39min

Castração: saiba quais cuidados ter com o seu cão

Descubra o que fazer quando levar o seu pet para casa.

Assessoria de Imprensa
Foto: Divulgação
A cirurgia de castração de animais de estimação é uma medida protetiva para a saúde do bicho, uma vez que altera sua fisiologia, prevenindo certas doenças, como câncer, e também para modificar o comportamento de pets com tendência à agressividade.
 
Usado também como controle de natalidade, o processo realizado é cirúrgico e deve ser feito única e exclusivamente pelo médico-veterinário, seja ele privado ou público (em mutirões de castração).
 
Assim como ocorre em qualquer cirurgia, é preciso adotar cuidados especiais pré e pós-operatórios com o comportamento, higiene e alimentos para o animal poder se recuperar plenamente.
 
Confira a seguir algumas dicas para tornar esse momento mais confortável para o seu amigo de quatro patas.
 

Pré-cirúrgico

Independente da idade ou do porte do seu pet, o médico-veterinário provavelmente vai solicitar a realização de alguns exames antes da castração. Hemograma completo, eco ou eletrocardiograma e ultrassonografia são alguns dos exames que podem ser solicitados para checar o estado geral de saúde do animal.
 

Medicamentos

Como toda cirurgia, a castração também envolve riscos e, após sua realização, o animal pode sentir dores e desconfortos. O profissional vai orientar os tutores sobre como proceder em relação a isso.
 
Muitas vezes, são indicadas a administração de medicamentos analgésicos, anti-inflamatórios e antibióticos para amenizar a dor e prevenir infecções. Também podem ser necessários produtos de uso tópico, como antissépticos, gazes, pomadas e outros indicados pelo profissional que realizar a cirurgia.
 
Prepare-se também para comprar roupinha cirúrgica e colar elizabetano. Esses são recursos muito comuns para evitar que o bichinho morda ou coce os pontos durante o processo de cicatrização.
 
Organize-se, antes da cirurgia, para adquirir tudo o que seu amigo precisa e programe alarmes no celular para não perder a hora da medicação — algo muito importante!
 

A cirurgia

A castração é realizada sob anestesia geral e, durante o processo, nas fêmeas, são removidos útero e ovários e, nos machos, os testículos. É uma cirurgia que mexe com os hormônios dos animais e, consequentemente, com seu comportamento. É importante também para a saúde.
 
As fêmeas, por exemplo, deixam de ter cio semestral, e têm menos riscos de desenvolver tumores de mama, ovário, útero e até gravidez psicológica.
 
Já os machos tendem a ficar mais calmos, a deixar de lado o hábito de marcar território ou tentar copular com as coisas e têm menos chance de desenvolver tumor de próstata.
 
Devido à anestesia, muitos animais acordam enjoados e acabam até vomitando nas primeiras horas pós-operação. É bastante comum e até esperado. Geralmente, o pet que passa pela cirurgia de castração tem alta no mesmo dia, podendo ir para casa com seus tutores.
 

A casa

A recuperação de cães e gatos leva, em média, de sete a 12 dias e, nesse período, o animal não deve ficar desacompanhado. A ferida cirúrgica deve ser higienizada ao menos uma vez ao dia, seguindo as orientações médicas.
 
Prepare uma caminha macia, quente e confortável, em um local calmo da casa para que o seu amigo peludo possa descansar. Deixe o comedouro e o bebedouro próximos, sempre abastecidos com água e alimento frescos, mas respeite o ritmo do animal.
 
Por conta da anestesia, da dor e até do estresse, é bem comum que os bichinhos percam o apetite. Mesmo que ele demonstre estar bem, caminhando sozinho e sem dor, evite, até a liberação do veterinário, que ele pule, corra e suba escadas.
 
Em geral, entre 7 e 10 dias após a cirurgia o pet deve retornar ao veterinário para a remoção dos pontos e avaliação da cicatriz. Nesse momento, muitos já recebem alta para seguir a vida normalmente.
 

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »