04/04/2018 às 16h04min - Atualizada em 04/04/2018 às 16h04min

​PM prende dois acusados da morte de comerciante em Araçatuba

AtaNews
Foto: Imagem Ilustrativa
Um desempregado de 23 anos foi preso e um adolescente infrator de 17 anos foi apreendido na madrugada desta quarta-feira (04) acusados de praticar um homicídio contra um comerciante de 29 anos, em um bar na rua Professor José Raab, no bairro Traitu em Araçatuba.

Conforme boletim de ocorrência, Policiais Militares estavam em patrulhamento, quando por volta das 00h10, ouviram o barulho de cinco disparos de arma de fogo, em seguida avistaram dois indivíduos com camisetas enroladas nas cabeças correndo pela rua Celestino Blaya Mendes e entrando em um terreno baldio.

Os policiais seguiram os indivíduos, porém só conseguiram abordar um deles.

Ao ser indagado, o indivíduo confessou a prática de homicídio tentado e informou ainda, que com a ajuda de um amigo, tentou matar a vítima, pois a mesma havia o denunciado por realizar tráfico de drogas.

Em seguida, o desempregado indicou onde teria dispensado a arma utilizada no crime, sendo indicando o terreno baldio, onde foi localizado um revólver calibre 38, municiado com um cartucho intacto e cinco deflagrados jogados no chão. Ao lado, os policiais encontraram um saco plástico contendo 24 pinos de cocaína.

Os policiais se deslocaram até o bar onde havia ocorrido o crime e constataram que a vítima era proprietária do estabelecimento e que não havia falecido, sendo ela socorrida e internada na Santa Casa da cidade.

Em seguida, um dos policiais localizou o adolescente infrator que teria ajudado o desempregado na tentativa de homicídio, em poder de um revólver calibre 32, municiado com dois cartuchos intactos e um deflagrado.

Ao ser indagado, o menor declarou que chegou ao bar com seu amigo, encontraram a vítima sentada, então sacaram as armas e efetuaram os disparos.

Por volta das 00h15, a polícia foi avisada que a vítima havia entrado em óbito.

O desempregado recebeu voz de prisão, ficando à disposição da Justiça para audiência de custódia, enquanto o adolescente recebeu voz de apreensão, ficando à disposição do Juízo da Vara da Infância e Juventude.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »