16/11/2020 às 12h11min - Atualizada em 16/11/2020 às 12h11min

Polícia prende quatro pessoas, após suspeita de tráfico de drogas em Araçatuba

AtaNews
Foto: Polícia Militar
A Polícia Militar prendeu na manhã de ontem (15) quatro pessoas, após suspeita de tráfico de drogas, sendo um desempregado de 20 anos, uma dona de casa de 27 anos, um pedreiro de 28 anos e um autônomo de 33 anos. O caso ocorreu em Araçatuba, na rua Joana Favarin Jorge, no bairro Umuarama.

Conforme boletim de ocorrência, policiais realizavam patrulhamento de rotina quando avistaram o pedreiro em frente à residência. Ele ao notar a aproximação da viatura, entrou rapidamente para o interior da casa, o que gerou suspeita.

Em seguida, os policiais deram a volta pelo quarteirão e ao retornaram em frente ao imóvel, visualizaram o pedreiro saindo para fora. Ele ao perceber a presença dos policiais, começou a andar apressadamente e dispensou algo pelo chão.

Abordado e indagado, logo confessou ter dispensado um saco plástico contendo 65 pinos de cocaína, utilizados para venda.

Os policiais tentaram adentrar na casa e visualizaram o desempregado e a dona de casa arremessando uma mochila pelo muro dos fundos. Em seguida, a mulher disse para os policiais não entrarem no quintal e mandou seu cachorro da raça Pit Bull morder a equipe policial. O animal foi em direção aos policiais, sendo necessário disparo de arma, que atingiu o peito do cachorro, o qual faleceu.

Após, a dona de casa e o desempregado investiram fisicamente contra os policiais, entrando em luta corporal.

A dupla foi contida.

A polícia iniciou buscas pelo imóvel e localizou 31 pinos de cocaína, nove invólucros de cocaína, uma fração de tijolos de maconha, dois tijolos de cocaína e a quantia de R$ 10.912,00 em espécie.

Os policiais ainda foram até a casa vizinha, onde se depararam com o autônomo, companheiro da dona de casa. A mochila arremessada foi localizada no local e em seu interior, encontraram um pacote de dinheiro contendo R$ 11.005,00.

Diante dos fatos, os quatros indivíduos receberam voz de prisão e foram conduzidos ao plantão policial, onde permanecem presos à disposição da justiça para audiência de custódia.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »