11/11/2020 às 14h21min - Atualizada em 12/11/2020 às 14h22min

Crescimento da busca por produtos orgânicos cresceu no Brasil mais de 50% só no primeiro semestre do ano e exportação segue o mesmo ritmo em meio à pandemia

Alta na demanda interna e de exportações faz com que BrasilBev, também detentora da marca Organique, aposte em novos produtos como o lançamento do primeiro chá verde orgânico de limão com gengibre em embalagem Tetra Pak

SALA DA NOTÍCIA Nathália Silva - Komunic Comunicação Integrada
O ano de 2019 foi ótimo para os produtores de orgânicos, com crescimento de 10% a 15% de oferta, segundo pesquisa feita pela Associação de Promoção dos Orgânicos (Organics). A entidade calculou que o segmento de orgânicos movimentou R$4,5 bilhões com a venda de produtos e U$190 milhões com exportações.  A expectativa para este ano de 2020 não era diferente, a Organics acreditava que o crescimento da oferta seria de no mínimo 10%, estimativa que foi superada já no primeiro semestre deste ano, que atingiu mais de 50% só no varejo. Uma das justificativas é a crescente procura de alimentos orgânicos saudáveis neste período em que cuidar da saúde e imunidade nunca foi tão importante.
 
É  pensando nesta alta de demanda de procura por orgânicos que a BrasilBev, proprietária das marca Organique, pioneira na produção de chás gelados e energéticos  orgânicos no Brasil, decidiu inovar mais uma vez ao lançar mais produtos para o portfólio da empresa por meio de uma nova linha, a Tearapy, com 5 novos itens  em embalagens Tetra Pak. O grande destaque é para o primeiro chá verde orgânico de Limão com Gengibre disponível no Brasil nesta embalagem que traz ainda mais funcionalidade aos clientes. Também faz sucesso junto aos consumidores o chá mate nos sabores Pêssego e Limão que já um dos preferidos além de suas versões Zero Açúcar. Todos os produtos da linha não possuem corantes, sódio e conservantes em sua composição e já estão disponíveis nos principais supermercados do país, incluindo a rede BIG, antigo Walmart.
 
 “Nestes últimos meses a venda on-line alcançou uma alta inédita de três dígitos, crescendo mais de 200% e, atualmente, o nosso objetivo é crescer ainda mais e aumentar as vendas diretamente para Pessoa Física e não somente aos distribuidores e supermercados como era a estratégia inicial”, afirma João Paulo  Sattamini CEO da  BrasilBev e Organique que completa: “o padrão de qualidade na produção orgânica garante benefícios nutritivos e energia saudável para os apreciadores em todo planeta. É perceptível que a preocupação com a saúde e o bem-estar cresce a cada ano entre a população mundial, fato que consequentemente tende a aumentar a procura por produtos orgânicos nas gôndolas ou pela internet, sai o refrigerante, entram os chás”, conclui.
 
Diante deste cenário, a empresa que já realiza exportação constantemente para a Austrália, Europa e Ásia, começou a exportar também para nosso vizinho Chile.  
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »