06/11/2020 às 16h44min - Atualizada em 07/11/2020 às 16h03min

Ataque dentro de casa: o que o Krav Maga pode fazer para a sua segurança

O exemplo do professor que foi atacado em casa, enquanto dava aula, mostra que esse tipo de violência é crescente e que é preciso estar pronto para defender a si e a sua família. Nisso, o Krav Maga, a modalidade israelense de defesa pessoal, pode ajudar.

SALA DA NOTÍCIA Roberta
No último dia 4, um professor de contabilidade de 51 anos foi assaltado no momento em que dava aula online, em sua casa, em São Paulo. A transmissão ao vivo mostra o momento em que o professor é interrompido bruscamente por criminosos, sendo que um deles tapa a boca do educador e lhe dá uma gravata no pescoço. A polícia foi chamada e os criminosos acabaram sendo capturados. Nenhuma das vítimas percebeu quando os assaltantes pularam o portão e arrombaram a porta da sala.

Esse cenário é um retrato da crescente violência urbana no Brasil. Esse caso também mostra que as vítimas não estavam preparadas para esse tipo de situação.

Segundo explica o presidente da Federação Sul Americana de Krav Maga e introdutor da modalidade na América Latina, Grão Mestre Kobi Lichtenstein (faixa-vermelha – 8º Dan), qualquer pessoa pode se prevenir desse tipo de agressão com treinamento orientado de defesa pessoal. “O Krav Maga trabalha a parte física e psicológica para que qualquer pessoa se torne mais atenta aos riscos, pronta para encarar esse tipo de situação com controle emocional e para agir de forma a preservar a sua segurança e a de sua família”, explica Grão Mestre Kobi.

O Krav Maga foi criado em Israel, na década de 40, por Imi Lichtenfeld, para as pessoas possam se defender e prevenir agressões independentemente de sua idade, sexo ou força física.

A prática de Krav Maga, aplicada por profissionais habilitados, transmite aos praticantes as diversas possibilidades de defesa com movimentos simples, rápidas e objetivos sobre os pontos sensíveis do agressor. O treinamento constante e bem orientado forma pessoas mais seguras, promove maior atenção e autocontrole, além de prepará-las fisicamente para atuar em defesa da vida, quando necessário.  

O Krav Maga encara a violência que acontece dentro de casa da mesma forma que a violência nas ruas. O praticante de Krav Maga aprende a tornar sua residência um ambiente mais seguro, assim como a orientar a sua família sobre como agir.

“Nas aulas presenciais, os alunos aprendem os detalhes de cada movimento e praticam até a perfeição, em um ambiente preparado para ele vivenciar o estress daquela situação e, dessa forma, estar pronto para o caso de algo parecido acontecer na vida real”, explica Grão mestre Kobi.

Ele completa: “Na aula, o aluno aprende, por exemplo, a se livrar com segurança de uma gravata, como a que foi aplicada no professor de São Paulo. Mas não só isso. O Krav Maga é uma arte completa, que forma as pessoas para terem uma visão 360° de cada situação e para atuarem proporcionalmente à violência, com controle do medo e controle de seus atos”, afirma Grão mestre Kobi.
 
Sobre a Federação Sul Americana de Krav Maga – é a única representante oficial da modalidade no Brasil, onde detém a marca Krav Maga. Também conta com representação no México, Argentina, Canadá e Portugal. É presidida por Grão Mestre Kobi Lichtenstein, aluno direto do criador do Krav Maga, Imi Lichtenfeld. Em 2020, Grão Mestre Kobi comemora 30 anos à frente do Krav Maga na América Latina.
Para agendar uma aula experimental e saber mais sobre o Krav Maga e o funcionamento dos treinos, entre em contato com o Instrutor habilitado e responsável pela academia mais próxima. Consulte os endereços: www.kravmaga.com.br
 
Federação Sul Americana de Krav Maga: www.kravmaga.com.br
Facebook: @mestrekobikravmaga
Instagram: @kravmaga_mestrekobi
Twitter: @KravMagaKobi
Youtube: Krav Maga das Américas
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »