28/10/2020 às 08h15min - Atualizada em 28/10/2020 às 08h15min

Delegado geral não se contenta com bons índices de criminalidade no estado

Portal LR1
AMBICIOSO - Delegado Ruy Ferraz Fontes quer melhora ainda maior nos índices criminais. ( Foto: Reprodução Portal LR1)
Presente em Araçatuba por ocasião da inauguração da Deic nesta terça-feira, o delegado geral da polícia do estado, Ruy Ferraz Fontes, comentou em entrevista sobre os números positivos que apontaram para uma diminuição de vários crimes graves no estado, divulgados pela polícia na última segunda-feira. Ele afirmou que a ambição da polícia é sempre melhorar cada dia mais os índices criminais no estado.

De acordo com os dados divulgados, o mês de setembro mostrou queda nos latrocínios, de 21 para 15 casos, em comparação com o mesmo mês do ano passado. Houve queda também no número de casos de estupro, com 163 a menos em comparação com setembro de 2019, uma redução de 13,6%.

Houve queda de 25,4% nos índices de furtos em geral, o que representou mais de 10.300 casos a menos em relação ao ano passado. Já os furtos de veículos caíram 29,6%, com mais de 2 mil casos a menos.

Os roubos em geral caíram 25,5%, com mais de 5 mil ocorrências a menos, e os roubos de veículos caíram 31,7%, com mais de mil casos menos. Foram ainda 50 registros a menos de roubo de carga, uma queda de 10,5%. Houve um roubo a banco, assim como no ano passado, e nenhum sequestro, contra dois de 2019.

Para Ruy Ferraz Fontes, a polícia nunca pode ficar satisfeita e tem que objetivar sempre a melhora gradual de todos os índices.

“A gente nunca considera qualquer número bom, a gente sempre tem ambição de melhorar toda estatística”, afirmou.

Segundo o delegado geral da polícia, a maior atuação é responsável pela diminuição dos crimes em relação ao mesmo mês de 2019.

“Obviamente a atuação constante e a presença da Polícia Militar com a atuação da Polícia Civil investigando e esclarecendo os casos trazem essa notícia boa, que é uma sensação de segurança melhor no estado de São Paulo”, comentou.

O único índice que aumentou foi o de homicídios dolosos, onde há intenção de matar, com 238 casos e 248 mortes em setembro deste ano, um aumento de 17,8% e 16,9%, respectivamente.

Em setembro, as polícias paulistas prenderam 12.251 pessoas e apreenderam 992 armas de fogo irregulares. Foram outros 3.411 flagrantes de tráfico de entorpecentes.

 
*matéria cedida pelo Portal LR1
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »