29/09/2020 às 09h51min - Atualizada em 29/09/2020 às 09h51min

Polícia Civil deflagra operação ‘Raio X’ que investiga um grupo criminoso especializado em desviar dinheiro destinado à saúde

Investigação do Gaeco e da Polícia Civil aponta fraude em contratos

Polícia Civil do Estado de São Paulo
Foto: Polícia Civil do Estado de São Paulo
A Polícia Civil do Estado de São Paulo, através de Unidades Especializadas da região de Araçatuba (Deinter 10) e o Ministério Público do Estado de São Paulo, deflagraram, nesta manhã (29), a operação que visa desmantelar um grupo criminoso especializado em desviar dinheiro destinado à saúde, mediante celebração de contratos de gestão entre municípios e Organizações Sociais. 
 
A investigação, que conta com inquéritos policiais instaurados junto às comarcas de Penápolis e Birigui, teve a duração de aproximadamente dois anos, período este em que foram levantadas informações que indicam a existência de um sofisticado esquema de corrupção envolvendo agentes públicos, empresários e profissionais liberais, bem como de desvio de milhões de reais que deveriam ser aplicados na saúde.

O esquema de desvio de verba pública se dava por meio da celebração de contratos de gestão entre Organizações Sociais e o Poder Público, em sua maioria, através de procedimentos licitatórios fraudulentos e contratos superfaturados.

No transcorrer da investigação identificou-se dezenas de envolvidos, divididos em diversos núcleos, cada qual com sua colaboração na prática dos crimes.

De acordo com o apurado, houve a aquisição de grande quantidade de bens móveis e imóveis, sendo que a maior parte da evolução patrimonial do grupo se deu justamente no período da pandemia, quando o suposto desvio de verbas públicas se intensificou ainda mais.

Em decorrência desse trabalho investigativo foram expedidos 62 mandados de prisão temporária e 237 mandados de busca, sendo 180 no estado de São Paulo e 57 nos demais estados (Pará, Paraná, Minas Gerais e Mato Grosso do Sul), além do sequestro de bens e valores.
 
Para o cumprimento dos mandados foram convocados 520 policiais civis de São Paulo, 130 viaturas policiais e 2 helicópteros da Polícia Civil, além de promotores de Justiça. agentes de promotoria e agentes das Polícias Civis de outros estados e da Polícia Federal no estado do Pará.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »