24/09/2020 às 10h26min - Atualizada em 24/09/2020 às 10h26min

"Vocês também são omissos", disse Witzel aos deputados

O governador afastado do Rio continua atacando em sua defesa na Alerj

O governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, agora acusou os deputados estaduais de serem omissos ao não investigarem as supostas irregularidades das organizações sociais. Ele está discursando desde 20h, tentando se defender do processo de impeachment.

“Não cometer erros é impossível, mas eu jamais fui omisso em ouvir e buscar corrigir. Mas agora eu pergunto a esta Casa: quantos dos senhores deputados e deputadas foram investigar as OSs? Como deputados, vocês deveriam investigar também. Ir lá e olhar se está sendo feito pagamento irregular, se tinha ou não tinha médico”, afirmou Witzel.
Wilson Witzel ataca juízes e MP em sua defesa
Vale lembrar que o governador afastado do Rio de Janeiro é um ex-juiz

O governador afastado do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, afirmou que o Legislativo tem que reagir à "politização" dos juízes e de membros do Ministério Público em sua defesa ao processo de impeachment que está sendo votado agora na Assembleia Legislativa.

Vale lembrar que Witzel é um ex-juiz, que se elegeu tecendo elogios à Lava Jato, ao então juiz Sérgio Moro. Porém, agora, resolve atacar os seus colegas de profissão.

“Instituições importantes criadas a partir da doutrina do espírito das leis, especialmente o Judiciário e o Ministério Público, devem estar distante do debate político. Ministério Público não pode ditar políticas públicas, menos ainda através da escolha de alvos, direcionar quem deve ou não exercer o cargo pelo qual foi eleito pelo voto popular”, disse Witzel.

 
O governador afastado concluiu falando o seguinte:

“Vem ganhando espaço a politização não somente de juízes, como recentemente assim o fiz em minha tese de doutorado, mas de membros do Ministério Público e da Defensoria Pública. Se as Casas políticas não reagirem, seremos todos governados por liminares e por especulações que podem ser manipuladas.”
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »