09/09/2020 às 15h31min - Atualizada em 09/09/2020 às 15h31min

Mais de 28 mil estudantes são beneficiados com prorrogação das bolsas

A medida atendeu bolsistas ativos de mestrado e doutorado em todo o Brasil

Governo do Brasil
Medida de prorrogação foi adotada para amenizar os efeitos causados pela crise do novo coronavírus - Foto: Agência Brasil
A prorrogação da vigência das bolsas de mestrado e doutorado ativas no País já beneficiou 28.324 estudantes. A medida foi adotada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) para amenizar os efeitos causados pela crise do novo coronavírus (Covid-19).

Em abril, a Capes publicou a Portaria nº 55/2020 que permitia a extensão das bolsas por até 90 dias, alcançando 12 mil estudantes. Com a continuidade da crise sanitária, em agosto a decisão foi prorrogada por igual período, para que os bolsistas pudessem concluir seus trabalhos de forma mais tranquila. Ao todo, 14.313 mestrandos e 14.011 doutorandos foram beneficiados, até o momento.

Cada instituição de ensino superior (IES) solicitou o benefício diretamente no Sistema de Controle de Bolsas e Auxílios (SCBA). Durante o período de extensão do benefício, as cotas continuarão ocupadas no sistema e não poderão ser utilizadas para inclusão de outros bolsistas.

Para o presidente da Capes, Benedito Aguiar, a prorrogação dá mais tempo para que os estudantes concluam suas pesquisas, minimizando os impactos das restrições impostas pela Covid-19. "Demonstra o cuidado que temos com nossos bolsistas e com a qualidade do trabalho científico".

Protocolo
Para os pesquisadores no exterior, a Coordenação preparou um protocolo que atendeu tanto a quem quis permanecer fora do País, como aos que preferiram retornar ao Brasil. Prazos relacionados à avaliação também foram estendidos.

Ainda no apoio ao desenvolvimento científico e tecnológico, serão investidos R$ 200 milhões e 2.600 bolsas já começaram a ser concedidas pelo Programa de Combate a Epidemias. A iniciativa é um conjunto de ações de apoio a projetos, pesquisas e formação de pessoal de alto nível para enfrentar a Covid-19 e temas relacionados a endemias e epidemias, no âmbito dos programas de pós-graduação de mestrado e doutorado do País.
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »