03/08/2020 às 14h17min - Atualizada em 03/08/2020 às 14h17min

Denúncia do Gaeco leva à condenação de 20 integrantes do PCC em S. José do Rio Preto

Processo é um dos decorrentes da Operação Octopus, que desarticulou duas células da organização

MPSP
Denunciadas pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), 20 pessoas acusadas de integrarem a organização criminosa PCC na região de São José do Rio Preto foram condenadas. Pela prática dos crimes de associação para o tráfico e integrar organização criminosa, os réus receberam penas que, somadas, superam os 250 anos de prisão, em regime inicial fechado. A sentença foi proferida em uma das ações decorrentes da Operação Octopus, deflagrada em setembro de 2018. 

Em conjunto com a Polícia Militar (CPI-5), a Operação Octopus identificou 33 pessoas, entre mulheres e homens, que integravam posições relevantes na estrutura da organização criminosa em São José do Rio Preto e região. Durante as diligências, houve apreensão de centenas de quilos de drogas, armas e milhares de reais. 

As investigações resultaram em dois processos, cada um deles referente a uma célula da organização criminosa. A ação referente à segunda célula, com outros treze acusados, está em fase de finalização. Outros procedimentos irão apurar a responsabilidade por crimes elucidados no decorrer das investigações, entre eles tráfico de drogas, roubos e homicídios.
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »