03/08/2020 às 11h43min - Atualizada em 03/08/2020 às 11h43min

Como a energia contribui para a produtividade no Brasil

Saiba qual a influência do setor na produtividade de inúmeras empresas no país

Assessoria de Imprensa
Foto: Divulgação

Não é segredo para ninguém que a energia é indispensável para que tudo funcione perfeitamente no nosso cotidiano. Desde as ações mais simples como tomar um banho no chuveiro, até as mais complexas como as grandes produções industriais.
 
Neste sentido, um bom fornecimento de energia garante que não só as nossas atividades do dia a dia sejam possíveis, mas que também diversos produtos cheguem ao consumidor de acordo com a demanda.
 
No entanto, sabemos que principalmente em determinadas regiões, não é bem assim que acontece. Isso porque a precariedade na distribuição e a falta de investimento em inovação nos setores industriais é um dos fatores que mais afeta a produtividade das indústrias brasileiras.
 
Mas afinal, qual a relação entre os dois setores? Acompanhe as informações a seguir e descubra!
 

A produtividade das indústrias no Brasil

Segundo dados da Confederação Nacional da Indústria (CNI) coletados em 2018, a produtividade das indústrias brasileiras aumentou 0,8% e embora o resultado pareça positivo, ainda é inferior ao crescimento registrado nos dois últimos anos anteriores.
 
Esse indicador mostra que o País está bem atrás de grandes potências, como os Estados Unidos e até mesmo dos Países Baixos e da Coréia do Sul.
 
Para chegar a esses números, foram analisados fatores como a razão entre o volume produzido e as horas trabalhadas na produção.
 
Segundo especialistas, diversos fatores podem influenciar diretamente neste cenário, tendo em vista que a baixa na demanda e até mesmo a falta de investimento em inovação e modernização são pontos cruciais para a indústria.
 

Qual a importância de inovar?

Na contramão de outros países do mundo, o Brasil não têm se mostrado otimista quando o assunto é inovação.
 
Isso porque enquanto as demais potências mundiais investem cada vez mais em pesquisas e estudos para aprimorar o setor industrial, o Governo Brasileiro tem cortado verbas para setores de pesquisa e desenvolvimento, o que nos coloca um passo atrás do mundo.
 
Diante deste cenário, ainda que o País apresente um crescimento da produtividade industrial, os resultados se mostram bem mais tímidos do que países menos favorecidos como por exemplo, o Kwait.
 
No entanto, para que isso venha a melhorar nos próximos anos, é preciso que os olhares dos órgãos responsáveis se voltem para essa questão, pois somente através do desenvolvimento de novas tecnologias, aliado à um bom planejamento e estruturação as indústrias conseguirão prosperar.
 

A automação industrial

A medida que as sociedades foram se desenvolvendo, as formas de consumo foram mudando e consequentemente, a indústria precisou avançar e modernizar dos processos de produção.
 
Com isso, todo o trabalho de produção artesanal deu lugar aos grandes maquinários e computadores que eram capazes de produzir em maior escala, por um menor custo e tempo.
 
Sendo assim, atribui-se a automação industrial boa parte do aumento da produtividade desde o século passado, permitindo que as indústrias funcionem de forma mais autônoma e com mais segurança e condições de expansão.
 

Qual o papel da energia neste cenário?

Como mencionamos acima, a estruturação é um fator fundamental e está diretamente relacionado com a produtividade industrial.
 
Ela é quem vai determinar a capacidade produtiva da indústria, sendo responsável por fornecer as condições favoráveis para que aumentar a produção.
 
Neste sentido, a energia elétrica torna-se um dos principais pré-requisitos para garantir um bom funcionamento do setor industrial. Afinal, sem energia não seria possível automatizar processos e nem mesmo ligar todos os maquinários e equipamentos.
 
Além disso, ter uma boa fonte de energia garante não só que tudo funcione como deveria: ela é também responsável por evitar enormes prejuízos aos bolsos da empresa.
 
No entanto, para que isso aconteça, é necessário investir em uma boa estrutura elétrica para que todas as máquinas e computadores recebam a quantidade de energia necessária, sem que isso signifique prejudicar outras fontes ou ainda, sobrecarregar todo o sistema.
 
Para garantir que isso aconteça, a compra ou aluguel de gerador torna-se algo mais do que necessário para suprir as necessidades energéticas industriais.
 
Isso porque com um gerador de energia adequado, você garante não só a segurança dos equipamentos, uma vez que diante de imprevistos ou interrupção no fornecimento de energia os seus equipamentos continuam funcionando sem qualquer problema, mas também, que não corram riscos de serem danificados ou sofrerem uma pane elétrica.
 
Portanto, essa solução se mostra viável tanto no sentido de aumentar a produção, quanto no de evitar perdas e danos que podem gerar inúmeros prejuízos financeiros para as indústrias.
 
 
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »