03/08/2020 às 11h18min - Atualizada em 03/08/2020 às 11h18min

Prevenção e diagnóstico precoce evitam consequências graves à saúde dos olhos

Manter os cuidados e visitar o oftalmologista pelo menos uma vez ao ano faz com que doenças sejam descobertas e tratadas logo no início, evitando futuras complicações

Assessoria de Imprensa
Foto: Divulgação
A saúde ocular ganhou destaque com a pandemia da Covid-19, pois a transmissão novo coronavírus pode ocorrer pelo contato com a lágrima de uma pessoa infectada. Segundo a Academia Americana de Oftalmologia, o vírus causa conjuntivite entre 1% a 3% dos indivíduos contaminados, e, em certos casos, essa doença é o primeiro sintoma da Covid-19.

Além disso, no que diz respeito à saúde ocular de forma geral, de acordo com a OMS (Organização Mundial da Saúde), cerca de 60% dos casos de cegueira poderiam ter sido evitados com diagnóstico precoce e tratamentos adequados. A falta de informação e de consultas periódicas ao oftalmologista são consideradas razões significativas para a deterioração da visão.

Ou seja, a prevenção pode fazer a diferença na qualidade de vida das pessoas. Ainda segundo a OMS, cerca de 50 milhões de brasileiros sofrem com algum tipo de distúrbios da visão. Deste número, a maioria dos casos são de cegueira e deficiência visual que, se fossem tratados com antecedência, poderiam ter sido evitados.

Dicas da especialista

Uma dica importante para a prevenção da saúde ocular, segundo a oftalmologista Ana Carolina Capelanes, do Hospital do Olho, de Araçatuba (SP), é a utilização correta de óculos escuros. "O uso de óculos escuros de qualidade que tenham proteção ultravioleta (UV) contribuem muito para a saúde dos olhos.

Uma outra orientação é fazer pausas ao usar o computador por muito tempo, ou em leituras prolongadas".

Na avaliação da oftalmologista, alguns motivos contribuem para dificultar a prevenção. "Existem pessoas que têm receio de descobrir que possuem alguma doença, outras vivem uma sobrecarga do dia-a-dia e de falta de tempo, não priorizando a saúde. E ainda existem aquelas que não têm acesso à informação e esclarecimento sobre a importância do cuidado à saúde".

Embora todas as dicas sejam muito importantes, nada substitui as visitas regulares ao oftalmologista, que muitas vezes ficam restritas ao momento em que o problema ocular aparece. A especialista afirma que um dos maiores problemas em demorar para procurar um profissional é a falta de diagnóstico rápido e, consequentemente, o avanço desenfreado da patologia.


Consultas regulares

"Quanto mais cedo a doença for tratada, mais rápida será a recuperação e menores, as consequências. A visão é muitas vezes negligenciada. A pessoa percebe que está com dificuldades para enxergar ou com a vista embaçada e, ainda assim, não procura um especialista. Quando resolve ir ao médico os danos já estão avançados e o tratamento nem sempre consegue eliminar todas as sequelas", destaca. O ideal é que se visite o oftalmologista ao menos uma vez por ano, orienta Ana Carolina.

"Consultas regulares são fundamentais para a manutenção da saúde dos olhos. Relatar doenças familiares, como hipertensão, diabetes, problemas na tireoide e outras doenças são sempre importantes de serem ditas ao profissional, além de informar hábitos como uso de cigarro e consumo de álcool, ou ainda alergias oculares constantes que provoquem o olho seco, ou qualquer tipo de alteração. O recado é simples: não negligencie a saúde dos seus olhos", conclui Ana Carolina.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »