23/03/2018 às 11h56min - Atualizada em 23/03/2018 às 11h56min

Ativistas protestam durante palestra sobre o leite de Drauzio Varella

Os ativistas carregavam cartazes com palavras de ordem, como "tire a dor da sua alimentação! Não beba leite de outra espécie", e subiram no palco para se manifestar.

ANDA Agência de Notícias de Direitos Animais
VEDDAS faz protesto durante palestra sobre leite de Drauzio Varella (Foto: Divulgação)
Ativistas do VEDDAS (Vegetarianismo Ético, Defesa dos Direitos Animais e Sociedade) realizaram um protesto durante uma palestra de incentivo ao consumo de leite, denominada “Beba mais leite”, promovida pelo médico Drauzio Varella, na noite da última quinta-feira (22), no Teatro Renaissance, nos Jardins, em São Paulo.

A palestra, que tem sido ministrada pelo médico em diversas cidades do país, é patrocinada pela empresa do ramo de lacticínios Piracanjuba e por outras marcas integrantes da indústria leiteira.

Sentados na platéia, os manifestantes esperaram o início do evento para realizar um protesto silencioso. Munidos de cartazes com palavras de ordem, como “tire a dor da sua alimentação! Não beba leite de outra espécie”, os ativistas circulavam pelo teatro.

De acordo com o nutricionista e presidente do VEDDAS, George Guimarães, a forma como foi realizada a manifestação é uma tática muito comum dos movimentos sociais. “Nós aproveitamos que as pessoas não estão esperando uma ação como a nossa e chocamos o público”, disse. “Existe muita desinformação por trás do leite”, completou.

Os ativistas passaram, então, a ser hostilizados pelo público, que arrancou alguns cartazes de suas mãos, e segundo declaração de Guimarães em rede social, os agrediu. “Durante a nossa intervenção pacífica e silenciosa fomos agredidos pelo público e seguranças. Três viaturas policiais nos aguardavam na porta”, escreveu o ativista, que disse ainda que os organizadores do evento afirmaram que fariam Boletim de Ocorrência na delegacia. “Melhor para nós, pois quem tem o que reportar somos nós”, afirmou Guimarães.

Diante da forma como foram recebidos, os manifestantes decidiram subir no palco, onde já estava Drauzio Varella, que pediu silêncio à platéia e perguntou se algum dos ativistas gostaria de se pronunciar. Guimarães, então, pegou o microfone e se posicionou. As informações são do portal Pense Comida.

“Existe muita desinformação por trás do leite e pouco espaço para a apresentação do outro lado. Nossa intenção nunca foi a de interromper a palestra de Drauzio, mas a de intervir contra a dessensibilização que existe entre as pessoas”, explicou o presidente da ONG.

A polícia foi acionada e, ao entrar no local, fez com que os ativistas saíssem do teatro, permitindo, assim, que a palestra do médico tivesse início.

Ao final do evento, ativistas da Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) entregaram para Drauzio um material impresso sobre os malefícios do leite para a saúde humana e para os animais, segundo informações divulgadas pelo portal Vista-se. O médico ouviu os ativistas e guardou o material entregue por eles.


Cartaz pede compaixão pelos animais explorados pela indústria leiteira (Foto: Divulgação)
 


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »