22/03/2018 às 14h24min - Atualizada em 22/03/2018 às 14h24min

Em ritmo de treino, Verdão faz 5 a 0 no Novorizontino e avança à semifinal do Paulistão

Palmeiras atropela o time de Novo Horizonte e agora espera pelo adversário da próxima fase, que será Bragantino ou Santos.

Palmeiras FC
Foto: Divulgação
Com força máxima - apenas sem Jailson, suspenso, e Borja, na seleção colombiana, o Verdão iniciou o jogo como se precisasse do resultado, não deixando o Novorizontino respirar. Aos 3 minutos Keno levantou para Willian desviar de cabeça, para fora. Aos 5, pelo lado esquerdo do ataque, Willian cruzou rasteiro para Bruno Henrique, como se fosse um centroavante, conferir: 1 a 0.

A frente no placar, o Palmeiras não quis saber de diminuir o ritmo. Aos 8 minutos Dudu descolou ótimo passe por baixo para Willian, que não acreditou na jogada. Dez minutos mais tarde Keno tabelou com Lucas Lima e na tentativa de tirar do goleiro acabou marcando um golaço por cobertura, mas sem querer: 2 a 0.

Em ritmo de treino, o time do técnico Roger Machado quase fez o terceiro aos 25 minutos; Dudu recebeu pela direita e enxergou Lucas Lima entrando na área do lado oposto, livre de marcação; ele fez o passe, o meia dominou e chutou em cima do goleiro, que fechou bem o ângulo. Aos 33 Marcos Rocha cobrou falta, a defesa vacilou e Felipe Melo não alcançou por pouco.

Com o Novorizontino grogue, o Verdão aproveitou para nocautear. Aos 34 minutos Lucas Lima lançou Marcos Rocha, o lateral dominou e de canhota levantou sob medida para Willian: 3 a 0. Só depois de estar sendo goleado é que o adversário foi ameaçar a meta de Fernando Prass. Aos 37 Jean Carlo arriscou de longe e fez o camisa 1 Palmeirense trabalhar. Na jogada seguinte, após cobrança de falta, Adilson ganhou da defesa mas escorou para fora.

Nem uma forte chuva que começou a cair nos minutos finais do primeiro tempo esfriou o ânimo do Palmeiras. Aos 46 Marcos Rocha cobrou rapidamente uma falta para Dudu, que tocou para Keno; o camisa 11 tentou o passe para Bruno Henrique mas a defesa interceptou; Dudu, que acompanhou a jogada, ficou com a sobra dentro da área, fintou um marcador e marcou o quarto. Golaço: 4 a 0.

Com o placar agregado de 7 a 0, o técnico Roger Machado aproveitou para rodar o elenco já para o reinício da partida. Thiago Martins e Marcos Rocha deram lugar a Edu Dracena e Tchê Tchê, respectivamente. Num ritmo mais cadenciado, o Verdão criou a primeira oportunidade do segundo tempo aos 7 minutos: Bruno Henrique chutou rasteiro, à esquerda de Oliveira.

Aos 13 minutos Dudu cobrou rapidamente um escanteio para Tchê Tchê, que cruzou na cabeça de Felipe Melo, mas o goleiro estava atento. Aos 17 novamente Tchê Tchê surgiu como garçom, desta vez para Willian, que meio sem jeito finalizou de bicicleta, por cima.

Para piorar a situação do Novorizontino, aos 18 minutos Jonatan Lima deixou o pé nas costas de Keno e como já tinha um cartão amarelo foi para o chuveiro mais cedo. Na falta que resultou a expulsão, Lucas Lima cobrou nas mãos de Oliveira. Aos 21 Tchê Tchê arriscou um chute de média distância e mandou para fora.

Com Diogo Barbosa no banco, Roger optou por adiar a estreia do lateral, queimando a última alteração aos 22 minutos com Papagaio, que entrou na vaga de Willian. No lance seguinte, após cruzamento vindo da direita, Keno foi empurrado por Tony dentro da área, mas o árbitro ignorou a penalidade.

Enquanto o Novorizontino não mostrava qualquer poder de reação, o Palmeiras seguia em busca do quinto gol. Aos 23 minutos Lucas Lima cobrou escanteio e Felipe Melo escorou para fora. Aos 27 Keno pedalou para cima de Reverson e foi derrubado dentro da área. Desta vez não tinha como o juizão não marcar a penalidade. Após uma rápida conferência entre Dudu, Lucas Lima e Felipe Melo, o volante foi para a cobrança mas desperdiçou.

O pênalti perdido foi rapidamente esquecido pelos quase 26 mil torcedores presentes ao Allianz Parque. Aos 34 minutos Keno deu lindo passe de calcanhar para Lucas Lima, deixando dois zagueiros no vácuo, o meia teve toda liberdade possível para levantar na cabeça de Papagaio marcar pela primeira vez como profissional: 5 a 0.

Depois de marcar o quinto gol o Palmeiras enfim se contentou e nos últimos 10 minutos apenas trocou passes à espera do apito final. Foi a maior vitória do Verdão na arena (antes a maior goleada era 5 a 1 sobre Sampaio Corrêa e Sport).


O adversário da semifinal será definido após o jogo desta quinta-feira entre Corinthians x Bragantino. Se der Bragantino nos pênaltis, o adversário será o Bragantino, caso contrário será o Santos, que eliminou o Botafogo nas penalidades. 

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »