29/04/2020 às 14h54min - Atualizada em 29/04/2020 às 14h54min

Como o coronavírus pode prejudicar suas viagem de férias?

Mayk Souza
Assessoria de Imprensa
Foto: Divulgação
Quem estava planejando uma viagem de férias para esse ano, ainda mais nesse primeiro semestre, já teve que realizar o adiamento da mesma.
 
Muitas pessoas, inclusive, optaram por cancelar toda a viagem, visto que não poderão realiza-la no segundo semestre e escolheram essa opção.
 
Para quem pretende viajar no segundo semestre ainda há uma esperança de que tudo seja resolvido e que o coronavírus possa ser controlado por meio das medidas atuais, como o caso do isolamento social.
 
Como essa não é uma certeza e não se sabe como serão os panoramas nos próximos meses, é importante saber como o coronavírus poderá prejudicar sua viagem de férias diretamente.
 
Uma das possibilidades, por exemplo, é a alta cotação do dólar e do euro, que pode acabar influenciando bastante nos custos que você poderá ter futuramente, quando for viajar.

Coronavírus: Entenda como ele pode prejudicar sua viagem de férias
 
A alta do dólar - Um dos efeitos principais do coronavírus, em relação à economia mundial, é a cotação do dólar, ainda mais agora que os Estados Unidos vêm sendo muito atingido e virou epicentro da doença.
 
Com os altos valores da cotação dólar, custando acima de R$ 5,50, as viagens se tornarão muito mais caras para quem pretende, no futuro, fazer uma visita a um outro país.
 
Se você estava planejando uma viagem de férias a um destino internacional e pensava em comprar dólar com antecedência, saiba que o momento não é o melhor para isso.
 
Vale a pena ficar atento às cotações do dólar daqui para a frente, de modo a que seja possível sempre aproveitar momentos de baixa da moeda.

A alta do euro - Outra moeda internacional que vem tendo seu valor afetado pelo coronavírus é o euro, com a Europa sofrendo com a nova doença causando milhares de mortes.
 
Países como Itália, França, Espanha e Alemanha, por exemplo, somam muitos casos de infecção e de mortes, o que têm assustado a comunidade internacional.
 
Para quem pensava em comprar euro para começar a economizar o dinheiro da viagem de férias, o momento não parece ser bom, já que corre-se o risco de que você venha a pagar uma grande quantia que lhe traga prejuízos futuros.
 
O que pode ser feito é acompanhar de perto a cotação da moeda para que seja possível comprar euro no exato momento em que ela apresentar uma baixa que valha a pena.
 
No quesito valor, portanto, as moedas estrangeiras podem ter uma grande interferência em prejudicar sua viagem de férias.

Alguns locais podem demorar a aceitar turistas novamente
 
Por mais que sua viagem de férias esteja marcada para períodos mais adiante, onde, muito provavelmente, o coronavírus já não estará mais em seu pico, ainda há o risco de que muitos países barrem a entrada de turistas.
 
Esse impedimento da entrada de estrangeiros deve ocorrer por um bom tempo, mesmo após o controle local da doença, com o intuito de impedir que a mesma volte a disseminar-se.
 
Países muito atingidos como Itália, Espanha, França, Estados Unidos e China devem, assim, realizar um controle mais rigoroso de seus turistas nos meses pós-quarentena.
 
Além disso, os turistas que vêm de locais onde muitos casos e mortes ocorreram, como já é o Brasil, provavelmente irão enfrentar mais problemas para entrar em outros países.

As passagens deverão ficar mais caras
 
No momento, se você está buscando passagens aéreas, deve ter percebido que as mesmas subiram bastante, pois a demanda por elas teve uma grande queda e a oferta também.
 
Apenas as pessoas que realmente não podem adiar suas viagens continuam a voar, dentro do país ou mesmo para uma outra nação.
 
Esses altos preços tendem a continuar até que toda a situação normalize-se e as pessoas voltem a voar sem o medo da contaminação.
 
É por isso que os preços das passagens poderão prejudicar bastante a sua viagem de férias.
 
Mais do que nunca será preciso buscar por promoções em sites diversos e até ajustar uma parte do trajeto das suas férias para evitar grandes problemas financeiros.

Moradores do litoral de São Paulo que vão viajar para fora podem contar com a facilidade de contato com a ARC Corretora de Câmbio, localizada na cidade de Santos.
 
A empresa tem autorização do Banco Central do Brasil para atuar como instituição financeira e faz venda e compra de moedas estrangeiras, além de atuar nos câmbios comercial e turismo, e também fornece os cartões Travel Money.
 
Logo, se você que for viajar para o exterior observar alguma queda na cotação da moeda que vai precisar, pode contar com os serviços e a segurança da corretora para fazer suas compras.
 
A Covid-19, coronavírus que atormenta o mundo, deverá impactar a vida de milhares de pessoas e o turismo sofrerá as consequências por um bom período. Tenha paciência e planejamento para que as suas próximas férias saiam do jeito planejado e sem surpresas financeiras.
 

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »