07/04/2020 às 13h12min - Atualizada em 07/04/2020 às 13h12min

Quarentena mundial pelo coronavírus afetou o modo como a Terra se move

PLANETA

HISTORY
A quarentena mundial para evitar a propagação do coronavírus está apresentando efeitos surpreendentes. Nos últimos tempos, foram observados fenômenos como a diminuição da poluição na China e a volta de peixes aos canais de Veneza. Agora, cientistas dizem que até mesmo o modo como a Terra se move sofreu alterações.

Os pesquisadores registraram uma queda no ruído sísmico, o zumbido produzido pela vibração da crosta terrestre, cujo movimento sofre influência da atividade humana. Os cientistas acreditam que isso seja resultado dos movimentos de isolamento social adotados em todo o planeta. Estima-se que ao menos um terço da população mundial esteja fazendo algum tipo de quarentena.

De acordo com os especialistas, o ruído sísmico pode ter sofrido uma redução devido à queda drástica no uso de maquinário industrial, além da grande diminuição na circulação de veículos. O fenômeno foi observado por cientistas de instituições como o Royal Observatory, na Bélgica, o California Institute of Technology, nos Estados Unidos, e o Imperial College, na Inglaterra. Eles verificaram as alterações nas vibrações por meio de sismógrafos, instrumentos que são geralmente usados para monitorar eventos como terremotos e erupções vulcânicas. 

O sismólogo Thomas Lecocq, do Royal Observatory da Bélgica, disse que o ruído sísmico produzido pelo homem diminuiu cerca de um terço no país. Uma redução semelhante foi relatada por Stephen Hicks, do Imperial College, no Reino Unido. "Parece bastante claro que, nos últimos dias, o nível de ruído ao amanhecer é muito menos acentuado do que nas últimas semanas", escreveu ele no Twitter. Ele atribui o fato à quantidade menor de pessoas circulando de carro e à suspensão das aulas nas escolas. 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »