26/03/2020 às 15h26min - Atualizada em 26/03/2020 às 15h26min

CyberGaeco consegue derrubar site com anúncio falso de distribuição de álcool em gel

Mensagem com link para a página vem circulando por WhatsApp

MPSP
Atuação do CyberGaeco, unidade do Ministério Público especializada no combate a crimes cibernéticos, resultou, nesta quarta-feira (25/3), na derrubada de uma página na internet que anunciava falsamente a doação de álcool em gel pela  fabricante de bebidas em supostos pontos de distribuição. O produto passou a ser muito procurado por consumidores diante de sua eficácia no combate ao novo coronavírus. Mensagem direcionando para a página vem circulando por WhatsApp nos últimos dias, de acordo com apuração dos promotores Richard Encinas e Nathan Glina.

Após receber uma manifestação do Ministério Público Federal sobre a mensagem, o CyberGaeco Paulo instaurou Procedimento Investigatório Criminal e apurou quem era a empresa responsável pela página falsa. Utilizando métodos internacionais de repressão a esse tipo de delito, o MPSP conseguiu acionar o registrador internacional do site, que atendeu ao pedido de retirar o conteúdo do ar. Assim, foi possível impedir que a notícia falsa continuasse a se espalhar, evitando-se também que novas vítimas tivessem seus computadores infectados, já que tais páginas podem conter vírus de computadores capazes de " roubar" dados dos usuários.  

O Ministério Público de São Paulo, por meio do CyberGaeco, passou também a combater de forma prioritária as vendas fraudulentas e abusivas de gêneros de primeira necessidade relacionadas à mitigação da letalidade e disseminação do novo coronavírus, como álcool em gel, máscaras sanitárias, ventiladores mecânicos e luvas. 

Nos últimos dias, mais de 30 anúncios em marketplaces foram retirados por determinação do CyberGaeco, sendo que os responsáveis serão investigados por crimes contra a economia popular e também por delito de corrupção de materiais utilizados na área da saúde. 

O CyberGaeco tem recebido vários pedidos de intervenções das Promotorias Criminais, trabalhando de maneira integrada com outros setores do MPSP e com o Centro de Apoio Operacional Criminal, o que resulta em agilidade no repasse da informação e no enfrentamento da fraude e abuso econômico.
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »