23/03/2020 às 14h45min - Atualizada em 23/03/2020 às 14h45min

Covid-19: golpes no WhatsApp atingem 2 milhões de brasileiros

Criminosos agem há pelo menos sete dias usando nomes de grandes marcas para atrair vítimas

TecMundo
Diversos golpes em redes sociais, apps e na internet têm se aproveitado do medo das pessoas com o novo coronavírus. Segundo o dfndr, laboratório especializado em segurança digital da PSafe, encontrou 19 golpes e seis aplicativos maliciosos que utilizam a doença e a quarentena como pretexto para atrair a população, atingindo mais de 2 milhões de brasileiros.

As artimanhas prometem, entre outras coisas, kits com máscara e álcool em gel, assinaturas de serviços de streaming e até pagamentos extras para o Bolsa Família. Segundo Emilio Simonini, diretor do dfndr, a maioria dos golpes tem o objetivo de roubar dados pessoais e financeiros ou levar as vítimas a páginas falsas.

“Para tornar o ataque mais verídico, alguns golpes se aproveitam de ações reais que grandes empresas e o governo estão realizando para enfrentar o coronavírus”, alerta Simoni. “A tendência é que o número de ataques e de vítimas aumente nos próximos dias, principalmente em decorrência do agravamento da situação do país”, continua.

Veja alguns cuidados para evitar cair nos golpes:

- Desconfie de informações sensacionalistas e busque fontes confiáveis;
- Cuidado ao clicar em links compartilhados no WhatsApp e redes sociais;
- Verifique a validade do link no site do dfndr lab;
- Utilize soluções de segurança do próprio celular, como detecção automática de phishing.


Golpes relacionados ao coronavírus atingem mais de 2 milhões de brasileiros

Golpes relacionados ao coronavírus atingem mais de 2 milhões de brasileiros

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »